Você está aqui

MSF trata vítimas de conflitos na região sul do Iêmen

22/05/2012
A segurança dos pacientes em meio aos bombardeios é a maior preocupação da organização

O aumento da violência e dos conflitos no último sábado na região sul do Iêmen resultou no crescimento do número de vítimas e de feridos civis. Equipes de MSF já receberam e trataram oito pacientes gravemente feridos no hospital de Aden, transferidos do Posto de Saúde Jaar, e 43 vindos do Hospital de Lawdar, ambos apoiados por MSF.

Desde o último sábado, MSF tem observado um crescimento no número de pacientes admitidos nas unidades de saúde de Jaar, Lawdar e Aden, como consequência da nova onda de violência e conflitos no entorno de Zinjibar, capital da província de Abyan, e Lawdar, que fica a cerca de 160 km a nordeste de Zinjibar. O destino de civis em meio a bombardeios preocupa MSF, que pede que todas as partes envolvidas nos conflitos respeitem a proteção da população e permitam o acesso aos postos de saúde.

Em Jaar, equipes médicas começaram a trabalhar em um posto de saúde montado nas instalações do correio. As equipes do Ministério da Saúde, com a ajuda de MSF, providenciaram atendimentos de emergência para a população. Apesar da impossibilidade de transferir pacientes em estado de emergência, obter suprimentos médicos e se comunicar com Aden, as equipes continuaram os trabalhos em Jaar nos últimos dias. O número exato de pacientes tratados desde o início dos conflitos ainda é incerto, mas quatro pessoas foram recentemente transferidas para Al-Hosn e oito para o Centro Cirúrugico de MSF em Aden. O quadro médico dos oito pacientes é muito grave. São todos civis com ferimentos relacionados a bombas.

Equipes apoiadas por MSF no Hospital de Lawdar trataram 43 pacientes desde o último sábado, mas foram impossibilitadas de realizar transferências por conta dos bloqueios nas estradas. O apoio de MSF ao Ministério da Saúde nas salas de emergência e maternidades teve início em janeiro, por conta do relativo isolamento da área causado pelo entorno de conflitos e instabilidade. Durante 15 dias de conflito pesado em abril, mais de 200 pessoas gravemente feridas foram atendidas na sala de emergência do hospital de Lawdar.

Desde janeiro de 2012, mais de três mil pacientes foram tratados no posto de saúde de Jaar e mais de 1,5 mil na sala de emergência de Lawdar. Mais de 200 casos graves foram transferidos para Aden, já que nossas estruturas médicas na região de Abyan não suportam tais ocorrências. Mais de um terço destes casos eram traumas relacionados à violência, e a grande maioria das vítimas era civil.

Em 1994, tiveram início os trabalhos de MSF no Iêmen. Desde 2007, a organização atua no país continuamente. Atualmente, MSF desenvolve atividades médicas e cirúrgicas nas províncias de Amran e Hajjah, no norte do país, bem como em Aden, Abyan e Al Dahle, no sul.

Leia mais sobre