Você está aqui

MSF reafirma sua revolta e condena o sequestro de duas colegas em Dadaab

11/04/2013
Organização reitera demanda por liberação imediata das profissionais

Em outubro de 2011, Montserrat Serra e Blanca Thiebaut foram sequestradas do campo de refugiados Ifo 2, em Dadaab, no Quênia, onde estavam trabalhando para ajudar alguns dos membros mais vulneráveis da população somali. Elas foram, então, levadas para a Somália e ainda são ali mantidas contra a sua vontade.


Enquanto continua batalhando pela libertação das duas profissionais, MSF condena, novamente, esse ato de violência hediondo e cruel perpetrado contra agentes humanitários e reitera seu pedido por sua soltura imediata.


As famílias Thiebaut e Serra expressaram suas preocupações e angústias em relação aos sequestros e permanecem comprometidas em fazer tudo o que puderem para que Blanca e Montserrat sejam libertadas. Por meio de MSF, os familiares agradecem a mídia e outras instituições locais, nacionais e internacionais pelo cuidado e pela discrição com que o tema foi tratado e MSF pede que tais aspectos continuem sendo considerados.

Leia mais sobre