Você está aqui

MSF oferece assistência a vítimas de enchentes em Níger

08/09/2009
Agadez foi uma das cidades mais afetadas pelas chuvas que destruíram 3,5 mil casas e deixaram centenas desabrigados

Após quatro dias de chuvas intensas nas montanhas do norte de Níger, graves enchentes causaram estragos na cidade de Agadez na terça-feira, 1º de setembro. Equipes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) já presentes no local começaram a providenciar assistência emergencial para atender as necessidades urgentes da população afetada.

“A situação em Agadez é dramática”, contou o chefe da missão de MSF, Giorgio Calarco. “Parece que a cidade foi atingida por um terremoto de larga escala e as necessidades são enormes”. Estima-se que aproximadamente 3,5 mil casas foram destruídas e que 28 mil pessoas ficaram desabrigadas devido às enchentes, tidas como as piores registradas recentemente.

“A maioria das pessoas desabrigadas encontrou refúgio sendo hospedada por famílias, enquanto 10 mil pessoas, incluindo muitas mulheres grávidas e crianças menores de cinco anos encontraram abrigo em 13 escolas”.

Após realizar um levantamento nas áreas afetadas pelas enchentes em Agadez, as equipes de MSF começaram a providenciar assistência medica emergencial através de uma clínica móvel que atende as famílias deslocadas abrigadas em escolas e transfere pacientes para os três centros médicos que MSF apóia na cidade.

MSF também está planejando a distribuição de itens não alimentícios, como sabão e kits de higiene para cerca de 2 mil famílias deslocadas. Além disso, construiu latrinas em algumas das escolas que estão recebendo essas pessoas que perderam suas casas. No dia 6 de setembro, um caminhão de MSF chegou a Agadez transportando remédios e kits de cólera (contendo antibióticos, cobertores plastificados, sabão, desinfetante e cloro) para serem usados se houver casos da doença.

Fora da cidade de Agadez, há registros de que mais de 7 mil pessoas também foram deslocadas por causa das enchentes. Entretanto, o acesso a essa população não é fácil devido à alarmante falta de segurança na área.

Ações adicionais de MSF

MSF tem trabalhado em Agadez desde maio de 2009 ajudando três centros de saúde com o intuito de oferecer cuidados médicos gratuitos para mães e seus filhos.

Nos próximos meses, MSF planeja organizar uma campanha de vacinação contra sarampo para todas as crianças com idade entre seis meses e cinco anos.
MSF também está implementando projetos nutricionais em Madaoua e Bouza.