Você está aqui

MSF está levando água potável e cuidados de saúde para os deslocados em Aceh

18/01/2005
Nas cinco principais bases de MSF em Aceh, mais de 100 mil pessoas estão recebendo ajuda humanitária que inclui cuidados de saúde, alimentos, água potável e saneamento. Toneladas de equipamentos já foram transportadas para as regiões de difícil acesso

A organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) alugou um cargueiro para levar tanques de água, tubulações e reservatórios para Lamno, na costa oeste de Aceh. O material chegou na região no último dia 7 de janeiro e já está permitindo que MSF ofereça água potável para até 8 mil pessoas deslocadas que vivem em campos nos arredores da cidade, assim como para os habitantes de Aceh.

Tendas de plástico e latrinas também já foram colocadas no local para que os deslocados tenham acesso a banheiros. Um profissional de MSF especializado em saneamento, um logístico e uma equipe móvel de saúde estão trabalhando na área.

Outros suprimentos já estão a caminho de Meulaboh a bordo do navio ‘Rainbow Warrior’ do Greenpeace. O Greenpeace ofereceu o seu navio para que MSF pudesse transportar com mais rapidez os equipamentos para toda a costa e melhorar assim o acesso às comunidades mais isoladas. Em Banda Aceh, o navio foi carregado com suprimentos que foram levados para a costa oeste, incluindo geradores, tanques de combustível, tendas, plástico, enormes reservatórios de água, alimentos, medicamentos, e biscoitos com alto teor de proteína.

Um helicóptero de MSF realizou duas viagens para Meulaboh, onde as equipes de MSF realizam um levantamento das necessidades futuras dos sobreviventes. Na primeira viagem o helicóptero transportou sete enfermeiros que estão trabalhando no hospital da cidade e nos campos de deslocados. A segunda viagem levou outros três profissionais de MSF e suprimentos.

Em Lam Asar Siem, no distrito de Darussalam, na costa leste de Banda Aceh, uma das equipes móveis de MSF ofereceu 98 atendimentos de saúde. Cerca de 300 pessoas, entre residentes e deslocados, estão amontoadas na área. As patologias mais tratadas na região são ferimentos, infecções respiratórias e doenças de pele, além do trauma psicológico vivido pela maioria das pessoas.

Em Sigli, na costa leste, uma equipe de profissionais de saúde assumiu a ala cirúrgica do Hospital Geral do Distrito. As equipes de MSF em Sigli, reforçadas com mais três profissionais de saúde, estão agora concentrando seus esforços na população deslocada que vive em três lugares e que chegam a 11 mil pessoas. Ao todo, nas cinco principais bases da organização, MSF está oferecendo assistência para mais de 100 mil pessoas em Aceh.