Você está aqui

MSF entrega projetos em Mianmar a outros atores

27/10/2008
Organização continuará a monitorar a situação de saúde e a manter os projetos que já existiam no país antes da catástrofe natural

Seis meses se passaram desde que o ciclone Nargis desvastou o Delta Irrawady, em Mianmar, deixando aproximadamente 130 mil mortos ou desaparecidos e alterando a região de forma imensurável. Um número sem precedentes de organizações não governamentais internacionais (ONGIs), trabalhando junto a autoridades do Estado, fizeram muito para estabilizar a situação e continuam a oferecer o apoio essencial para que as pessoas continuem se recuperando. Dessa forma, Médicos Sem Fronteiras (MSF) é capaz, agora, de entregar muitos de seus programas para outros atores.

A organização, no entanto, continuará presente no país enfrentando as necessidades de saúde originadas pela falta de investimentos no setor

Em outras regiões de Mianmar, equipes de MSF continuam a lutar contra as necessidades de saúde crônicas e urgentes, combinadas com a falta de investimentos por parte do país e da comunidade internacional. Essas necessidades nacionais, que não são menores em áres de HIV/AIDS, tuberculose e malária, para mencionar algumas, continuam a custar as vidas de milhares de pessoas ano após ano, ainda não conseguindo chamar a atenção da mídia.