Você está aqui

MSF entrega Manual de Gestão de Risco de Porto Alegre

23/09/2008
Serão apresentados também documentos referentes à oficina de capacitação sobre população em situação de rua para as autoridades da capital gaúcha

Médicos Sem Fronteiras (MSF) entrega nesta quarta-feira o Manual de Gestão de Risco de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, para a Secretaria Municipal de Saúde em solenidade no Salão Nobre do Paço dos Açorianos, a partir das 14h. O manual é resultado de mais uma Oficina de Capacitação em Gestão de Risco para equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), já realizada em cidades como Rio de Janeiro e Belo Horizonte pela organização humanitária internacional.

A psicóloga Rosana Ballestero e o enfermeiro Mauro Nunes, ambos membros de MSF, comparecerão ao evento, que será também prestigiado pela presença de autoridades do Governo Municipal da capital do Rio Grande do Sul e por participantes da oficina que resultou no manual, realizada entre os dias 24 de março e 4 de abril deste ano. A partir de então, o documento poderá ser utilizado por todas as equipes do PSF da capital gaúcha. "Com isso, esperamos que se dê continuidade ao nosso trabalho", explica a psicóloga.

Segundo Mauro Nunes, a demanda pela oficina de MSF se dá "a partir da identificação da insegurança enfrentada pelos profissionais do PSF que atuam em comunidades carentes com índice de violência alto".

O enfermeiro explicou que o contexto vivido pelos profissionais gaúchos é semelhante ao observado em Belo Horizonte, onde os maiores índices de ocorrência tem relação com agressões verbais e físicas infringidas aos profissionais, nas comunidades muito carentes.
Ballestero e Nunes comparecerão ainda a uma reunião com representantes da Secretaria de Saúde e de Assistência Social para entregar um relatório e um documento referentes a outra oficina realizada no município, em maio: a Oficina de Capacitação para Profissionais de Saúde da Família que atuam na Assistência à População Adulta em Situação de Rua. Diferente do relatório, o documento foi uma iniciativa dos profissionais do PSF participantes e contém propostas e recomendações discutidas na oficina.

A idéia da oficina voltada aos profissionais que tratam da população em situação de rua de Porto Alegre surgiu depois da realização da oficina de gestão de risco. Segundo Nunes, os profissionais do PSF e as autoridades porto-alegrenses ficaram tão satisfeitas com o trabalho, que procuraram saber de outros projetos de capacitação de MSF.

A Oficina de Capacitação para Profisisonais de Saúde da Família que atuam na Assistência à População Adulta em Situação de Rua foi elaborada a partir da experiência pioneira do Projeto Meio-Fio. O programa levou cuidados à população em situação de rua na cidade do Rio de Janeiro entre 2000 e 2004, originando a oficina que foi realizada em Aracaju, Sergipe, e agora em Porto Alegre.