Você está aqui

MSF enfatiza a responsabilidade do governo do Sudão com relação aos civis em Darfur

13/06/2007
Apelo é feito no momento que organização recebe Prêmio ONG Voluntária 2007 no país

A República do Sudão decidiu dar o prêmio "ONG Voluntário 2007" a Médicos Sem Fronteiras (MSF) em reconhecimento a seu profissionalismo e comprometimento.

MSF aproveita a ocasião de recebimento do prêmio para chamar atenção para a contínua crise em Darfur. "Hoje em Darfur, mais de duas milhões de pessoas deixaram suas casas e estão presas em acampamentos, vivendo em condições precárias. Os conflitos e a violência continuam e, enquanto isso, nossos esforços são freados pela insegurança", afirmar o presidente internacional de MSF, Christophe Fournier.

"Em Darfur, todas as partes envolvidas no conflito devem garantir a segurança da população civil e dos trabalhadores humanitários que trabalham para levar assistência às pessoas necessitadas. MSF aproveita a oportunidade para fazer um apelo ao governo do Sudão para que cumpra suas obrigações humanitárias com relação a seu povo".

MSF continua preocupado com a crescente confusão entre a ação política e a assistência humanitária imparcial em situações de conflito e reafirma sua vontade de permanecer independente, imparcial e neutra para poder levar assistência a todos que necessitam.