Você está aqui

MSF condena a morte de um agente comunitário de saúde em Camarões

13/07/2020
Ataques a hospitais e profissionais são frequentes nas regiões noroeste e sudoeste do país

Como membros de Médicos Sem Fronteiras (MSF), estamos chocados e profundamente tristes com as notícias sobre o assassinato de um agente comunitário de saúde que era apoiado por nossa organização no sudoeste de Camarões. Oferecemos nossas mais profundas condolências à sua família e à sua comunidade.

Fomos notificados de sua morte por meio de uma declaração oficial de separatistas.

Como organização humanitária independente que presta assistência médica às pessoas mais necessitadas, não importando sua formação religiosa, política e cultural, condenamos o assassinato de alguém que estava levando cuidados médicos à sua comunidade, com o apoio e a supervisão de MSF. Sua morte é um exemplo da violência em curso nas regiões noroeste e sudoeste, onde ataques a profissionais de saúde e hospitais são frequentes.

Instamos todas as partes a garantir a segurança dos profissionais de saúde, hospitais, ambulâncias e pacientes.

MSF está presente em Camarões há mais de 30 anos e nas regiões sudoeste e noroeste desde 2018. Nosso principal objetivo é chegar até as comunidades que têm dificuldades em acessar os serviços de saúde que mais precisam.

Uma de nossas estratégias é treinar e apoiar os membros das comunidades para diagnosticar e tratar doenças simples. Os profissionais de saúde comunitários são vitais para garantir que as comunidades vulneráveis tenham acesso aos cuidados médicos, e sua proteção precisa ser garantida.

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar