Você está aqui

MSF avalia situação após terremoto no Peru

17/08/2007
Um carregamento contendo itens médicos e mantimentos será enviado para as regiões mais destruídas pelo fenômeno

Na noite do dia 15 de agosto, a costa do Peru foi atingida por um forte terremoto (nível 8 na escala Richter). De acordo com as informações mais recentes fornecidas pelo Departamento de Bombeiros local, 500 pessoas foram mortas e 1,6 mil ficaram feridas. As áreas mais afetadas são Chincha, Pisco e Ica, localizadas a cerca de 200 quilômetros da capital Lima.

O terremoto também foi fortemente sentido em Lima. Na manhã de ontem, quinta-feira, uma equipe de MSF que estava em Lima averiguou os estragos causados pelo fenômeno na favela de Villa El Salvador. MSF administra um projeto voltado para pacientes com HIV/Aids nesta região, mas está repassando-o para o Ministério da Saúde do Peru. Por isso, poucos funcionários da organização estavam no local quando ocorreu o terremoto. Nenhum grande estrago ou vítimas foram registrado em Vila El Salvador.

MSF está formando uma equipe para avaliar a situação nas áreas mais atingidas do sul. Um carregamento de itens médicos e mantimentos será enviado por navio para as regiões afetadas. No momento, é muito difícil chegar até esses lugares, uma vez que a estrada para Pisco está bloqueada.

Reuniões com o Ministério da Saúde e com outras organizações não-governamentais estão sendo realizadas.