Você está aqui

MSF atua em regiões afetadas pelas enchentes na Índia

11/08/2010
Um número estimado de 25 mil pessoas foi atingido, com 150 mortos e centenas de desaparecidos

A organização médico-humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) está providenciando a assistência urgentemente necessitada por pessoas nos vilarejos mais afetados de Leh, na Índia, e em seus arredores através da distribuição de kits de abrigo, higiene e cozinha para 2 mil das famílias mais afetadas. Os kits contêm cobertores, sabonetes, garrafas, algumas roupas, e utensílios de cozinha.

"Apesar dos desafios logísticos, nós conseguimos iniciar a distribuição de itens de socorro para aqueles que mais precisavam", disse o dr. Teshome Ashagre Adebabai, chefe da equipe de MSF em Leh. "Essa é a prioridade agora. Entretanto, nós também estamos avaliando necessidades médicas e estamos mobilizando recursos para atender quem precisa assim que possível."

MSF está coordenando esforços com a Save de Children e com outras ONGs locais em Leh. Em Kargil, a organização também vai distribuir itens de auxílio para as famílias mais afetadas, de modo a apoiar o esforço de resposta ao desastre conduzido pelas autoridades. 

As enchentes em Leh causaram ampla destruição e muitas casas foram levadas embora. Um número estimado de 25 mil pessoas foi afetado, com 150 mortos e centenas de desaparecidos.

MSF trabalha em Jammu e na Caxemira desde 2001. Além de cuidados de saúde básicos, MSF oferece aconselhamento psicossocial para uma população traumatizada por mais de duas décadas de violência. Em 2009, o programa de saúde mental de MSF tratou quase 6 mil pessoas. MSF também apoia sete clínicas em Kupwara, onde realizou mais de 20 mil consultas em 2009. Atualmente, MSF também está ajudando as vítimas das recentes violências no vale da Caxemira através do cuidado de pessoas que passaram por traumas, em hospitais em Sringar. MSF realizou muitas intervenções cirúrgicas ao longo dos anos em resposta a graves desastres naturais e epidemias na Índia.