Você está aqui

MSF atende pacientes e põe em prática ação humanitária de grande escala em Moçambique

25/03/2019
Profissionais experientes atendem vítimas de ciclone em Beira, e cidade recebe carregamentos com suprimentos médicos
MSF atende pacientes e põe em prática ação humanitária de grande escala em Moçambique

Foto: MSF

As equipes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) estão utilizando todos os recursos disponíveis, materiais e humanos, para enfrentar os efeitos da catástrofe humanitária de enormes proporções que afetou Moçambique e, de maneira mais grave, a cidade de Beira.

A organização humanitária internacional enviou dezenas de profissionais experientes ao país, que trabalham para superar as dificuldades e fornecer cuidados médicos de qualidade a todos que necessitam. Também chegaram ontem à cidade mais de 40 toneladas de equipamentos e suprimentos médicos enviados na véspera.

Beira foi a localidade que mais sofreu com a passagem do ciclone Idai, que atingiu no último dia 14 o sudeste da África. A maior parte da cidade foi danificada ou destruída pelos ventos, chuvas e inundações. Instalações de saúde também foram afetadas, dificultando a assistência às vítimas da tragédia.

Nosso desafio tem sido fazer reparos em centros de saúde danificados pelo ciclone para que possam voltar a operar, ao mesmo tempo em que não é possível esperar para oferecer assistência em meio a tantas demandas por cuidados médicos.

Por isso, equipes de MSF estão trabalhando em clínicas móveis, procurando e atendendo pacientes com cortes infectados, infecções respiratórias, diarreia e infecções de pele. Em Beira, nossa equipe de promotores de saúde está percorrendo a comunidade para saber como as pessoas estão tendo acesso à água. Há preocupações reais de que muitos dos poços foram contaminados durante o ciclone e que muitas pessoas estão bebendo água contaminada.

Também há equipes tentando chegar a áreas mais remotas nos arredores da cidade, onde ainda há dificuldades de acesso e não foi possível estimar o impacto da passagem do Idai.

Ao mesmo tempo, há um trabalho intenso para recuperar centros de saúde danificados. Já foi possível colocar em funcionamento pleno um centro de saúde em Beira, e outros dois estão operando parcialmente.

Operação Logística
Para lidar com a grande demanda por assistência que foi detectada em Moçambique, MSF montou uma grande operação de logística, para fazer chegar a Beira os equipamentos e suprimentos necessários para que o trabalho possa ser realizado.

Neste domingo, MSF enviou três vôos fretados repletos de suprimentos de emergência da Bélgica para Beira. O carregamento de 43,3 toneladas inclui kits médicos, suprimentos de água e saneamento, equipamento logístico e outros itens necessários para a resposta de emergência de MSF em Moçambique.
Já há mais quatro vôos agendados para os próximos dias, e envios adicionais de suprimentos devem acontecer nas semanas seguintes.

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar