Você está aqui

México: MSF estrutura centros de tratamento de COVID-19 em Reynosa e Matamoros

09/06/2020
Teremos uma equipe multidisciplinar em ambos os centros, para atender pacientes e seus familiares
México: MSF estrutura centros de tratamento de COVID-19 em Reynosa e Matamoros

Foto: Sergio Ortiz

Em coordenação com o sistema de saúde das cidades fronteiriças de Reynosa e Matamoros, no México, Médicos Sem Fronteiras (MSF) abrirá dois centros de tratamento de COVID-19 nos ginásios dos campus da Universidade Autônoma de Tamaulipas, para atender pacientes graves, nas duas cidades. O objetivo é evitar o colapso dos hospitais.

No centro de Reynosa, uma área de isolamento foi criada para pessoas que foram deportadas dos Estados Unidos com suspeita do novo coronavírus. Os pacientes ficarão isolados até que o possível contágio seja descartado ou o tratamento termine. Já em Matamoros, o centro terá mais 20 leitos para tratar casos leves que não têm a opção de fazer isolamento em casa.

Os dois centros especializados contam com 20 leitos e 20 concentradores de oxigênio para o atendimento de pacientes graves. Eles serão gerenciados pelas equipes de saúde de MSF e funcionarão 24 horas por dia.

Para que pacientes e familiares recebam atendimento integrado, a equipe médica e de enfermagem é composta também por profissionais de saúde mental, de promoção de saúde e assistência social. O grupo prestará suporte aos pacientes por telefone e pessoalmente aos familiares, em uma área isolada e sem risco de contaminação.

“Para MSF, a segurança da equipe é sempre uma prioridade e agora não é uma exceção. Nos asseguramos de que temos todo o equipamento de proteção necessário, além de oferecer treinamento sobre o uso adequado", diz a dra. Emma Picasso, referente médica do projeto de MSF em Reynosa.

A organização mantém um canal de comunicação constante com a rede hospitalar de ambas as cidades para receber encaminhamentos nos centros e para transferir prontamente para hospitais pacientes que apresentem complicações e precisem de atendimento adicional.

"Estamos aqui com o objetivo de ajudar as pessoas que estão passando por essa situação complexa e dar um tratamento humano, digno, além de cuidados médicos adequados, com base na experiência da organização", acrescenta a dra. Citlali Barba, referente médica do projeto em Matamoros.

MSF mantém serviços de atenção primária, saúde mental e promoção de saúde tanto em Reynosa quanto em Matamoros, no campo de solicitantes de asilo, no abrigo San Diego San Juan, na piscina Chávez e no abrigo Senda de Vida. E, como medida complementar, instalamos uma linha telefônica para prestar atenção psicológica a todas as pessoas que sofreram distúrbios emocionais devido à pandemia ou que sofreram uma situação de violência. O atendimento acontece todos os dias das 16h até às 00h, através do número: 800 520 0200.

Médicos Sem Fronteiras trabalha em Reynosa desde 2017, atendendo sobreviventes de violência, e em Matamoros desde 2018, prestando serviços de saúde a solicitantes de asilo e pessoas que foram deportadas. Em 2019, MSF realizou 7.987 consultas médicas, psicológicas e de assistência social nas duas cidades.

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar