Você está aqui

México: MSF envia equipes de suporte psicossocial para apoiar população afetada por terremoto

21/09/2017
Alguns profissionais estão na Cidade do México e outros no estado de Morelos, onde avaliam os danos e as necessidades da população
México: MSF envia equipes de suporte psicossocial para apoiar população afetada por terremoto

Foto: Jordi Ruiz Cirera

A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) enviou quatro de suas equipes de suporte psicossocial a diferentes áreas da Cidade do México e avalia de perto as necessidades médicas e psicológicas no estado de Morelos, após o forte terremoto que atingiu o país na última terça-feira (19 de setembro). Ao mesmo tempo, a organização continua suas atividades em diversas comunidades do estado de Oaxaca, afetada por outro terremoto doze dias antes.

MSF ativou uma resposta de emergência após um terremoto de magnitude 7.1 na escala Richter, com epicentro em Axochiapan, no estado de Morelos, que atingiu fortemente a Cidade do México, Puebla e Cuernavaca, além de muitas outras localidades do centro do país. Até agora, foi contabilizado um total de 228 mortes. A quantidade de feridos ainda não foi confirmada, mas já estima-se que sejam milhares, ainda que a maioria seja sem gravidade.

Nas primeiras 24 horas, as equipes de MSF começaram a oferecer suporte psicossocial às populações em zonas com estruturas colapsadas. MSF enviou quatro equipes – formadas por psicólogos e assistentes sociais – para diversos pontos onde ainda estão sendo realizadas atividades de resgate. As equipes de MSF estão apoiando familiares a enfrentar e superar esse momento de crise e auxiliando a população a reforçar sua capacidade de resiliência frente a uma situação tão estressante.

Na Cidade do México, 39 edifícios foram destruídos. Ao mesmo tempo, no estado de Morelos, houve relatos de que mais de 2 mil casas foram danificadas, sendo as cidades de Jojulta e Cuernavaca as mais afetadas. A zona de Mixteca Poblana foi a mais atingida, com prédios públicos, escolas, estruturas coloniais e mais de 60 igrejas derrubadas ou prejudicadas em mais de 100 municípios. Grande parte da população desses estados sofreu cortes nos serviços de água, gás, eletricidade e, em alguns casos, telefonia.

As consequências desse terremoto se somam às provocadas pelo episódio anterior, no dia 7 de setembro, com magnitude 8.1 graus na escala Richter. O primeiro terremoto impactou a zona sul do país, especialmente o estado de Oaxaca, onde MSF está oferecendo assistência médica primária e apoio de saúde mental. Na região de Juchitán, parte mais afetada do estado pelo terremoto do dia 7, MSF está presente com uma equipe móvel que fornece assistência de saúde primária e mental. Essa equipe avaliou 12 municípios e atualmente concentra sua assistência no município de San Francisco Ixhuatán. Além disso, MSF está planejando atividades psicossociais para apoiar as pessoas do município de San Mateo del Mar.

MSF também está acompanhando as necessidades médicas e psicológicas de outros estados afetados, especialmente em Morelos, onde estão sendo avaliadas as principais necessidades de assistência médica, psicossocial e de distribuição de itens higiénicos e de primeira necessidade.