Você está aqui

Mediterrâneo: 21 mulheres e um homem morrem no mar; 209 são resgatados

20/07/2016
“Os sobreviventes estavam no bote com os corpos há horas. Muitos estavam traumatizados demais para contar o que aconteceu”, diz coordenador das operações de busca e resgate de MSF
Mediterrâneo: 21 mulheres e um homem morrem no mar; 209 são resgatados

Foto: Fernando Calero/MSF

O navio de busca e resgate Aquarius, operado pela organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) em parceria com a organização SOS Mediterranée, resgatou nesta quarta-feira (20/07) um total de 209 pessoas que estavam em dois botes infláveis em perigo nas águas do Mediterrâneo central. As equipes do Aquarius também recuperaram os corpos de 21 mulheres e um homem que morreram no mar.

“Quando nossa equipe se aproximou do primeiro bote, viu corpos no fundo do barco, em uma poça de combustível”, relatou Jens Pagotto, coordenador das operações de busca e resgate de MSF. “Os sobreviventes estavam no bote com os corpos há horas. Muitos estavam traumatizados demais para contar o que aconteceu. Não está claro como essas mulheres morreram exatamente.” 

O que está claro, continou Pagotto, é que essas mortes são consequência de uma resposta global à chamada crise de migração e de refugiados, que é insuficiente e inadequada. “Políticas que tentam manter as pessoas longe não estão funcionando. Quantas vidas mais se perderão no mar antes que pessoas que precisam de ajuda e proteção tenham uma alternativa segura?”[1]

Entre as 209 pessoas resgatadas pela equipe do Aquarius, havia 127 homens, 32 mulheres - das quais duas grávidas - e 50 crianças - das quais 45 viajavam desacompanhadas. As equipes de MSF vão continuar trabalhando para prestar assistência médica e apoio aos sobreviventes a bordo do navio.



[1] Números da Organização Internacional para Migrações dão conta de que, somente neste ano, até o dia 18 de julho, 240.884 migrantes e refugiados chegaram à Europa pelo Mediterrâneo. O número de mortos na travessia, neste ano, chegou a 2.954 até 18 de julho.

 

Leia mais sobre