Você está aqui

Medidas rígidas de distanciamento social são fundamentais para conter a Covid-19

25/03/2020
Posicionamento de Médicos Sem Fronteiras Brasil para o combate ao coronavírus

Neste momento, mais do que nunca, é crucial levar a sério as orientações de organizações de saúde. Combater a pandemia de Covid-19 é um imenso desafio e para Médicos Sem Fronteiras essa também tem sido uma tarefa árdua. Estamos diariamente adaptando as estratégias para tentar deter o vírus da maneira mais efetiva. Uma coisa é certa: os dados disponíveis mostram que é preciso romper as cadeias de transmissão. Isso significa que medidas rígidas de distanciamento social são cruciais.

Estas são as recomendações da Organização Mundial da Saúde, fruto do trabalho de pesquisadores e profissionais da área médica que têm atuado de modo incansável para diminuir o avanço das infecções e das mortes pela Covid-19. Reduzir ao máximo o número de pessoas infectadas neste estágio da pandemia, assim como isolar todas as pessoas com sintomas e os que tiveram contato com elas, é extremamente importante. Isso significará ter menos casos graves em um futuro próximo, diminuindo a sobrecarga sobre o sistema de saúde e protegendo, assim, os profissionais que estão na linha de frente do combate à doença. O SUS (sistema único de saúde) já demostrou muitas vezes sua capacidade de lidar com crises graves, mas a dimensão e o impacto desta pandemia parecem inéditos na história recente. Já vimos suas enormes consequências sobre sistemas de saúde de países ricos e temos que agir para tentar evitar que isso se reproduza no Brasil. Estamos preocupados principalmente com a gravidade e as consequências proporcionalmente mais severas para a população mais vulnerável.

Justamente para somar esforços na assistência aos mais vulneráveis, MSF colocou-se à disposição para cooperar e tem dialogado com as autoridades de saúde brasileiras. Já estamos com equipes nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Boa Vista para definir rapidamente qual será a melhor maneira de contribuirmos para esta luta, cujo sucesso vai depender do empenho de todos.

Por isso, se puder, fique em casa. Todos temos um papel importante em evitar que o coronavírus se espalhe ainda mais. Isso também salva vidas.

Ana de Lemos – Diretora-executiva de MSF-Brasil

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar