Você está aqui

Médicos Sem Fronteiras retoma as atividades médicas na Somália

23/06/2017
Tratamentos pediátricos e para desnutrição já estão em andamento no norte de Galkayo
Médicos Sem Fronteiras retoma as atividades médicas na Somália

Foto: Yann Libessart

23 de junho de 2017 – Quase quatro anos depois de retirar suas equipes do país, a organização médico-humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) voltou a tratar pacientes na Somália. MSF está fornecendo novamente apoio ao hospital regional Mudug, no norte de Galkayo, na região da Putlândia na Somália, em colaboração com o Ministério da Saúde.

MSF começou a fornecer apoio ao programa de alimentação terapêutica do hospital, em maio, e à enfermaria pediátrica em junho. Com uma média de 10 novas admissões por dia, os profissionais médicos no centro intensivo de alimentação terapêutica já trataram 349 crianças com menos de cinco anos por desnutrição aguda grave, com o número de pacientes chegando a 111 ao mesmo tempo. Um total de 201 crianças já foram admitidas em uma enfermaria isolada e tratadas contra o sarampo. Além disso, MSF admitiu 100 crianças na enfermaria pediátrica e atendeu 2.297 pacientes em consultas pediátricas ambulatoriais desde o começo de junho.

Desde a retirada de suas equipes da Somália há quatro anos, devido a uma série de graves ataques contra os seus profissionais, MSF continuou a monitorar a situação no país e a ter contato com as autoridades locais relevantes, avaliando se as condições permitiam que suas equipes operassem de forma segura e que a entrega de assistência humanitária fosse respeitada. MSF reitera hoje a necessidade de que todas as partes do conflito apoiem o fornecimento de assistência médica à população somali e respeitem a segurança dos trabalhadores de ajuda humanitária, que arriscam suas vidas para cuidar da população local.

Por conta da experiência anterior, MSF retorna à Somália de forma cautelosa e modesta. Por enquanto, seus programas médico e humanitário planejados na Putlândia serão de escala reduzida. A presença de MSF na Somália, o escopo de seus programas e a potencial expansão de suas atividades para outras regiões do país dependerão da aceitação, facilitação e apoio ativo demonstrados pelas autoridades e comunidades atendidas por MSF.  
 

Leia mais sobre