Você está aqui

Médicos Sem Fronteiras celebra 10 anos de cuidados médicos em Kutupalong

22/07/2019
Estabelecido em 2009, o hospital oferece assistência médica essencial para a população local de Bangladesh e refugiados rohingyas
Médicos Sem Fronteiras celebra 10 anos de cuidados médicos em Kutupalong

Vincenzo Livieri

A organização médico-humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) celebra hoje dez anos de assistência médica imparcial e gratuita no hospital Kutupalong, em Ukhiya.

O hospital foi inaugurado em 2009, originalmente como um centro de saúde primária oferecendo assistência médica essencial para a comunidade local de Bangladesh e refugiados rohingya que vivem em campos ao redor de Kutupalong. Desde a sua inauguração em 2009, até abril de 2019, o hospital ofereceu 925.436 consultas ambulatoriais, consultas de saúde mental a 183.682 pacientes e 19.602 encaminhamentos para outras instalações de saúde para tratamento de nível secundário. Em seus 10 anos de história, dos 6.502 partos, 65% dos bebês eram bengaleses locais.

“Hoje, celebramos o compromisso de longa data de MSF de abordar as lacunas de assistência médica na área de Kutupalong. Na última década, o hospital tornou-se uma importante instalação para os pacientes obterem assistência médica gratuita e de qualidade ”, diz Yashovardhan, coordenador de projeto de MSF. “Nosso hospital está disponível para qualquer um dos bengaleses locais e refugiados rohingyas. Ele foi aberto para apoiar as autoridades locais de saúde no atendimento às crescentes necessidades dos pacientes, após as chegadas regulares dos rohingyas fugindo da violência e da exclusão em Mianmar, mesmo antes do grande fluxo de agosto de 2017.”

A fim de reforçar as instalações de saúde em Cox's Bazar após o fluxo em massa de refugiados rohingyas em agosto de 2017, MSF aumentou drasticamente os serviços prestados na região, operando 10 instalações de saúde, serviços de saúde baseados nas comunidades e serviços extensivos de água e saneamento.

MSF também expandiu o hospital de Kutupalong. Ele agora oferece uma sala de emergência 24 horas, serviços ambulatoriais e uma unidade de internação de 100 leitos, incluindo uma enfermaria pediátrica e neonatal, leitos de isolamento e uma ala de tratamento de diarreia. Também continua a oferecer cuidados de pré e pós-natal, serviços de planejamento familiar e cuidados de maternidade. As equipes de MSF oferecem ainda suporte médico para sobreviventes de violência sexual e de gênero, consultas de saúde mental e serviços de laboratório, incluindo transfusões de sangue em emergências com risco de morte.

“MSF tem a honra de fazer parte da vida das pessoas de Ukhiya e dos refugiados rohingyas. Gostaríamos de agradecer à comunidade local por seu apoio contínuo para manter o hospital funcionando. Nosso trabalho não teria sido possível sem o apoio das autoridades de Bangladesh ou os incansáveis esforços de nossa talentosa equipe no país ”, disse Arunn Jegan, coordenador de emergência de MSF em Bangladesh. “Até que sejam dadas soluções sustentáveis de longo prazo para os rohingyas, MSF está comprometida em oferecer serviços essenciais na região de Cox's Bazar.”

Médicos Sem Fronteiras começou a trabalhar em Bangladesh em 1985. Ao longo dos anos, a organização ofereceu assistência médica gratuita e essencial em todo o país, inclusive em Fulbaria de Mymensingh, Chittagong Hill Tracts e Kutupalong. Desde 1992, temos uma presença permanente no país e atualmente mantemos unidades de saúde em Kamrangirchar, em Daca, e no distrito de Cox's Bazar. Desde o final de agosto de 2017, em coordenação com o Ministério da Saúde e Bem-Estar Familiar e a Direção Geral de Serviços de Saúde, MSF expandiu rapidamente suas atividades médicas para atender melhor as necessidades da população local e dos refugiados rohingyas.

Fora de Cox's Bazar, MSF mantém duas clínicas de saúde especializadas em Alinogor e Madbor Bazar, na área de favelas de Kamrangirchar, em Daca. Lá, mantemos um programa de saúde ocupacional para 7 mil trabalhadores em fábricas de pequeno porte, serviços de saúde sexual e reprodutiva e apoio médico e psicológico a sobreviventes de violência sexual e de gênero.
 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar