Você está aqui

Japão: MSF identifica graves necessidades nas áreas remotas atingidas pelo terremoto e tsunamis

14/03/2011
Equipes da organização estão identificando necessidades específicas e irão trabalhar junto às autoridades japonesas para assistir a população

À medida que melhora o acesso às áreas devastadas pelo terremoto e pelos tsunamis no Japão, Médicos Sem Fronteiras encontra graves necessidades médicas entre grupos de pessoas em áreas até então inacessíveis por terra.

MSF conta atualmente com dez profissionais em campo, divididos em três equipes, que conduzem clínicas móveis e avaliações das necessidades médicas na província de Miyagi, atingida pelo terremoto e tsunamis na última sexta-feira (11/03).

Os tsunamis destruíram completamente as áreas costeiras. Após um enorme esforço das autoridades japonesas, essas áreas estão agora se tornando acessíveis por terra.

"Em uma área próxima a Minamisunriku, no norte de Miyagi, oficiais nos informaram que havia 9.200 pessoas em centros de evacuação que precisavam de água, itens de primeira necessidade e cuidados médicos," diz Mikiko Dotsu, coordenador da equipe de MSF.

Embora as pessoas feridas tenham sido evacuadas por helicóptero, havia muitas pessoas idosas, algumas desidratadas, disse o coordenador. "Uma preocupação nossa são as doenças crônicas neste grupo de pessoas idosas", diz Mikiko.

"MSF está agora identificando necessidades específicas – inclusive oxigênio, itens de primeira necessidade e água – e irá trabalhar junto às autoridades japonesas para assistir essa população", diz Mikiko.

No Japão e em outros países, equipes adicionais estão prontas para partir para Miyage e ampliar a assistência da organização.

MSF continua monitorando a situação ao redor da usina nuclear de Fukushima. Se houver um sério acidente nuclear, apenas o governo japonês poderá responder.