Você está aqui

Japão: MSF chega à isolada ilha de Oshima

17/03/2011
Organização foi a primeira a enviar equipe médica à área. Atendimento também continua em outras regiões do distrito de Myiage

Na quarta-feira, 16 de março, a equipe de Médicos Sem Fronteiras, agora composta por 12 pessoas, estabeleceu uma base operacional em Tome, no norte de província de Miyagi.

Enquanto alguns membros da equipe continuaram trabalhando junto a médicos locais em centros de evacuação em Minami Sanriku, outra parte da equipe foi para a ilha de Oshima, próxima à costa, onde trabalharam em dois centros de evacuação. Eles foram a primeira equipe médica a chegar à ilha e realizaram consultas para 40 pacientes, a maioria deles pacientes com doenças crônicas que havia perdido seus medicamentos no desastre.

A terceira equipe foi para o norte da província de Miyagi e conduziu uma avaliação na cidade de Kesennuma e encontrou equipes médicas nacionais já no local.

A maioria dos pacientes recebendo consultas sofria de doenças crônicas. Muitos deles, com hipertensão e diabetes, já estavam quase sem medicamentos.

Durante a noite o tempo esteve ruim, com neve e temperaturas abaixo de zero, e alguns casos de hipotermia se apresentaram. Houve também casos de infecção respiratória, provavelmente devidos às condições superlotadas de alguns centros de evacuação.

MSF encomendou 250 mil cobertores de uma base de abastecimento em Dubai, que deve chegar nos próximos dias. A equipe de coordenação da emergência em Tóquio comprou outros 5 mil cobertores que serão entregues nas zonas afetadas no domingo.

Na quinta-feira, dia 17 de março, duas equipes móveis continuaram a trabalhar em centros de evacuação ao redor de Minami Sanriku e uma terceira equipe retornou a diferentes áreas próximas a Kesennuma. Uma quarta equipe se deslocou mais ao norte buscando novas áreas para trabalhar.