Você está aqui

Invisíveis chega ao IX Festival Internacional de Brasília

03/12/2007
Produzido por Javier Bardem com colaboração de Médicos Sem Fronteiras, filme terá três exibições na capital brasileira

Fazer justiça às pessoas e situações que não recebem a atenção devida de governos, mídia, empresas e cidadãos. Este é o objetivo de "Invisíveis", filme produzido pelo ator espanhol Javier Bardem que está 9º Festival Internacional de Cinema de Brasília. A primeira sessão será nesta segunda-feira, às 15h, na Academia de Tênis de Brasília, sala 1. NO dia 5, às 17h, e no dia 8, às 15h, haverão outras sessões nesta mesma sala.

Filmado em 2005, a produção combina ficção e documentário para mostrar a visão de cinco diretores sobre conflitos e problemas quase sempre esquecidos. Para realizá-lo, cada um dos diretores – Wim Wenders, Mariano Barroso, Isabel Coixet, Javier Curcuera e Fernando Leon – visitou um projeto da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF). O resultado são histórias sensíveis passadas na República Centro-Africana, Bolívia, Colômbia, Uganda e República Democrática do Congo.

"Minha relação com MSF teve início quando eles me ajudaram a me preparar para interpretar um médico humanitário. MSF generosamente sugeriu que eu visitasse um projeto de tratamento e prevenção de malária na Etiópia e desde então trabalho com eles sempre que posso. A idéia é que o projeto fosse exibido publicamente para conscientizar a audiência sobre essas crises negligenciadas. A escolha das crises foi feita com base em uma lista que MSF divulga todo ano, denominada por eles 'Top Ten' das situações que mais precisão de ajuda", explica o produtor Javier Bardem.

Inicialmente, o filme foi feito para exibição apenas na televisão espanhola. No entanto, seu conteúdo despertou interesse do Festival de Berlim, que o exibiu no ano passado. Desde então, 'Invisíveis' já foi visto por milhares de pessoas em todo o mundo. No Brasil, ele foi exibido no Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro, na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e na 34ª Jornada Internacional de Cinema da Bahia.