Você está aqui

Indonésia: MSF continua prestando assistência médica às vítimas do tsunami

30/12/2018
Assistência emergencial de MSF entra no seu sétimo dia com 191 pacientes já atendidos
Prestando assistência médica às vítimas do tsunami

Foto: Didi Mugitriman/MSF


Atualização:

Até o dia 3 de janeiro, nossas equipes atenderam 472 pessoas, incluindo 20 gestantes e 15 pacientes que precisaram de acompanhamento médico. Os casos mais comuns são infecções do trato respiratório superior, dores musculares, dores de cabeça, trauma acidental e infecções de pele.

As fortes chuvas que caíram na região no dia 1º de janeiro causaram alagamentos, piorando a situação no sub-distrito de Labuan. MSF está oferecendo apoio aos centros de saúde de Labuan e Carita, em Pandeglang, com três clínicas móveis que levam ajuda médica a 17 pontos de atendimento, em vilarejos e postos de saúde.


A equipe de MSF está atualmente no 7º dia de fornecimento de assistência médica aos centros de saúde em Labuan e Carita - que estão entre as áreas mais afetadas pelo tsunami que atingiu o Estreito de Sunda na Indonésia - bem como ao trabalho de uma clínica móvel e à realização de acompanhamento médico entre abrigos e comunidades de pessoas deslocadas internamente.

“MSF criou dois tipos de equipes médicas de emergência, fixas e móveis. Estamos apoiando os centros de saúde existentes e visitando as populações afetadas nas comunidades. Nos centros de saúde, MSF oferece assistência médica e também assegura que os protocolos de controle e prevenção de infecções sejam implementados”, disse a dra. Dirna Mayasari, coordenadora médica adjunta de MSF na Indonésia.

A equipe de MSF também iniciou o fornecimento de primeiros socorros psicológicos entre alguns pacientes atendidos. Um programa de saúde mental será lançado por MSF nas próximas semanas.

Até 28 de dezembro de 2018, a equipe de MSF tratou e encaminhou 44 pacientes nos dois centros de saúde em Labuan e Carita. A clínica móvel mantida por MSF tratou um total de 147 pacientes provenientes de 10 kampongs / abrigos. MSF também fornecerá check-ups médicos para 12 gestantes dos abrigos e outros 13 pacientes. Alguns pacientes que necessitam de medicamentos para doenças crônicas também foram identificados.

De acordo com a avaliação de MSF, as necessidades médicas urgentes dos sobreviventes do tsunami incluem: acompanhamento médico eficaz para pacientes com trauma e pessoas com doenças crônicas; cuidados pré-natais e pós-natais, bem como parto seguro; e detecção precoce de possíveis surtos de doenças.

MSF também avaliou o acesso limitado a instalações de água e banheiros em quase todos os abrigos de evacuação. Higiene e saneamento também precisam ser melhorados. Outras áreas para melhoria são o sistema de entrega de alimentos e o fornecimento de cobertores e lençóis, especialmente nesta estação chuvosa. Estamos coordenando com as autoridades para melhorar essas áreas.

Possível expansão das ações médicas de MSF

MSF está avaliando a expansão de sua atual atuação médicas para cobrir também o sub-distrito de Panimbang, localizado na parte sul de Pandeglang.

“O sub-distrito de Panimbang é uma das áreas mais afetadas e de difícil acesso. Há muitas pessoas afetadas nessa área que ainda não receberam assistência médica e apoio”, disse o dr. Nyi Wynn Soe, coordenador médico de MSF na Indonésia.

Com base em uma avaliação rápida conduzida por MSF, os vilarejos no sub-distrito de Panimbang são bastante remotos e as pessoas afetadas estão espalhadas entre as comunidades de acolhimento nas colinas. Em uma avaliação inicial de MSF, em colaboração com os centros de saúde indonésios, a equipe tratou alguns pacientes que encontrou ao longo do caminho e encaminhou alguns deles para um hospital.

Leia mais sobre