Você está aqui

Hospital de MSF é parcialmente destruído em ataque a Mocha, no Iêmen

07/11/2019
Todas as partes do conflito conheciam a localização de nosso hospital desde 2018
Hospital de MSF é parcialmente destruído em ataque a Mocha, no Iêmen

Foto: MSF

Um hospital de Médicos Sem Fronteiras (MSF) foi parcialmente destruído na noite da última quarta-feira, quando um ataque aéreo atingiu os prédios vizinhos, incluindo um depósito militar.
 
No momento do ataque, pelo menos 30 pacientes e 35 funcionários estavam no hospital. Felizmente, nenhuma vítima foi relatada entre eles. Todos foram evacuados rapidamente. A maioria dos pacientes estáveis conseguiu sair da área por conta própria, enquanto alguns pacientes críticos, incluindo dois bebês recém-nascidos, foram transferidos pelas equipes de MSF para outro hospital em Mocha.
 
O hospital de MSF foi severamente danificado pelas explosões e pelo incêndio que se seguiu ao ataque aéreo, direcionado a um armazém militar nas proximidades. A farmácia foi queimada e as instalações destruídas. Os danos ainda precisam ser avaliados em alguns prédios técnicos, incluindo o que abriga o gerador de energia. As janelas das enfermarias do hospital foram quebradas pela força das explosões.
 
As atividades médicas no hospital estão atualmente suspensas e uma parte da equipe médica será transferida para Aden. Dado o risco de haver dispositivos não explodidos no local, uma ação para remoção de minas será necessária antes que qualquer atividade possa ser reiniciada.
 
A localização do hospital havia sido previamente comunicada a todas as partes e autoridades envolvidas na guerra e era bem conhecida por todas as partes em conflito na área desde a aberturan do hospital, em 2018. 
 
MSF lembra mais uma vez que todas as partes envolvidas no conflito devem tomar todas as medidas necessárias para poupar instalações médicas.
 
“Foi apenas sorte que nenhum paciente ou equipe foi prejudicado nesse ataque; poderia ter sido uma carnificina”, disse Caroline Seguin, coordenadora de projetos de MSF no Iêmen. "Como o hospital está completamente fora de serviço, as pessoas na área ficaram sem acesso a cuidados necessários, que muitas vezes são vitais". 
 
MSF abriu o hospital em Mocha em agosto de 2018 para fornecer atendimento cirúrgico de emergência a pacientes que sofrem lesões relacionadas a conflitos, além de fornecer tratamento para outras emergências cirúrgicas, como cesarianas e partos complicados.
 
O hospital de 35 leitos é o único hospital civil gratuito que presta esses serviços na área de Mocha.
 
Desde o início do ano, 1.787 pacientes foram internados no hospital e 2.476 procedimentos cirúrgicos foram realizados, incluindo 201 cesarianas.
 
MSF trabalha no país desde 1986. No Iêmen, as equipes de MSF atuam em 12 hospitais e dão suporte a mais de 20 instalações de saúde localizadas em 11 províncias: Abyan, Aden, Amran, Hajjah, Hodeidah, Ibb, Lahj, Saada, Sanaa, Shabwah e Taiz.
 

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar