Você está aqui

Haiti: redução no número de casos de cólera pode ser apenas temporária

27/06/2011
Chegada da estação das chuvas e falta de estruturas de higiene são motivos de preocupação

O surto de cólera no Haiti parece estar começando a diminuir. Na semana que terminou no dia 19 de junho, MSF tratou 1470 casos, uma redução de quase 50% em relação aos registros da semana anterior. Apesar de ser uma boa notícia, o país não deve comemorar o fim da epidemia ainda.

"A epidemia de cólera no Haiti está longe de acabar", disse o coordenador geral de MSF no Haiti, Sylvain Groulx. "Os profissionais da área da saúde devem ficar atentos. A aproximação da estação de chuvas aumenta as chances de a epidemia ressurgir a qualquer momento. O país ainda precisa de uma série de melhorias nas áreas de higiene, saneamento e fornecimento de água potável".

Entre os dias 2 de maio e 19 de junho, MSF tratou 11.082 pacientes com cólera em Porto Príncipe. Nesse período, 39 pacientes morreram , menos de 0,4% do número total de casos. A cólera é uma doença grave, que mata rapidamente se não for tratada com rapidez. A taxa de mortalidade entre os pacientes de MSF é de menos de 2%.

Em resposta ao surto, MSF rapidamente aumentou o tratamento de cólera em Porto Príncipe para mais de mil leitos, em oito centros de tratamento espalhados pela cidade. MSF também convocou uma coletiva de imprensa na cidade no dia 3 de junho, pedindo para os agentes de saúde do governo e de organizações internacionais garantirem uma resposta adequada ao surto da doença. MSF continua enfatizando a necessidade das autoridades de saúde haitianas aumentarem sua capacidade de monitoramento e tratamento.

Desde o começo da epidemia de cólera no Haiti, em outubro de 2010, MSF tratou mais de 140 mil pacientes por todo o país. Isso significa cerca de 40% dos mais de 330 mil casos reportados. A cólera matou mais de 5 mil haitianos nos últimos oito meses.

A cólera pode matar rapidamente, mas é facilmente tratável se descoberta cedo. A bactéria que causa a doença geralmente se espalha devido à falta de saneamento. Haitianos podem se proteger contra a cólera mantendo bons hábitos de higiene e bebendo água clorada.