Você está aqui

Filipinas: equipe de MSF estrutura hospital inflável

22/11/2013
Desenvolvido especialmente para desastres naturais, o hospital inflável é uma estrutura temporária na qual as equipes oferecerão cuidados de saúde secundária e cirurgia na cidade de Tacloban nos próximos três a seis meses, enquanto o sistema de saúde é re

Uma equipe da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) está em meio aos últimos detalhes da estruturação de um hospital inflável no complexo do hospital de Bethany, na costa danificada de Tacloban, cidade filipina mais gravemente afetada pelo tufão Haiyan.

Composto por quatro tendas infláveis com uma área de 100 m2 cada, e uma quinta tenda de 45 m2, o hospital contará com uma sala de emergência, uma ala para tratamento de feridos, uma farmácia e até 45 leitos. Cuidados adicionais serão oferecidos no hospital de Bethany uma vez que os reparos na ala cirúrgica, na maternidade, na unidade neonatal e na unidade de esterilização de equipamentos tenham sido concluídos.  

"Junto com os voluntários filipinos e internacionais, trabalhamos duro a noite toda, debaixo de chuva forte, para que o hospital estivesse a postos nesta manhã", afirma Yann Libessart, da equipe de emergência de MSF, em Tacloban. "Preparar o local e instalar o hospital foi um enorme desafio logístico. Primeiro, tivemos que liberar o pátio e as áreas externas fo hospital. Foi uma tarefa hercúlea."

As equipes de MSF baseadas no hospital inflável também têm o objetivo de prestar suporte aos poucos hospitais em Tacloban que ainda estão funcionando, e assumir parte do trabalho da equipe de resgate, que foi a primeira a chegar ao local, incluindo soldados, e que está, agora, começando a deixar a cidade.

"A primeira fase da emergência está terminada", conta Laurent Sury, coordenador de emergência de MSF, "e nós esperamos tratar, principalmente, pacientes com doenças comuns ou condições relacionadas ao acesso precário a cuidados de saúde, como complicações durante o parto ou doenças crônicas. Nosso objetivo é prestar suporte ao sistema de saúde da região pelo tempo que for necessário até que seu funcionamento volte à normalidade."

O hospital inflável de MSF foi desenvolvido com o propósito específico de ajudar suas equipes de emergência a respoder rapidamente a desastres naturais, permitindo a oferta de cuidados de saúde de qualidade enquanto as instalações de saúde danificadas vão sendo reconstruídas ou reparadas.

O hospital inflável foi utilizado após o terremoto que afetou o Paquistão, em 2005, e após o terremoto no Haiti, em 2010.

Atualmente, MSF conta com 192 profissionais internacionais atuando nas Filipinas, levando cuidados de saúde e ajuda humanitária a dezenas de cidades e vilarejos nas ilhas de Leyte, Samar e Panay, três das ilhas mais afetadas pelo tufão de 8 de novembro.

Leia mais sobre