Você está aqui

Exposição Multissensorial Médicos Sem Fronteiras no Mundo chega a Brasília

13/08/2009
Mostra estará em cartaz até o dia 6 de setembro no Shopping Conjunto Nacional

A partir desta quinta-feira, os moradores de Brasília vão poder conhecer melhor o universo da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF). A mostra "Médicos Sem Fronteiras no Mundo" será aberta hoje no Shopping Conjunto Nacional, em Brasília, com uma palestra da diretora-executiva de MSF no Brasil, Simone Rocha, às 19h.

A exposição aproxima o público de situações de emergência como guerras, exclusão social, catástrofes naturais e epidemias, cenários de atuação comuns para esta organização não-governamental criada em 1971, atuante hoje em mais de 60 países. "Com este evento, pretendemos trazer a realidade dos brasileiros que trabalham com Médicos Sem Fronteiras em missões humanitárias nas grandes emergências do momento. Trata-se também de mais uma oportunidade para prestar contas, explicar melhor quem somos e como somos organizados para o público do Distrito Federal", conta ela.

A exposição já foi vista por cerca de 90 mil pessoas desde que começou a rodar o Brasil. Começando pelo Rio de Janeiro, em outubro de 2008, “Médicos Sem Fronteira no Mundo” já passou também por São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte. Até o dia 6 de setembro, os habitantes da capital do Brasil terão a oportunidade de conhecer a organização e seus participantes, adentrando o mundo desta que é a maior organização médica do mundo.

Serão realizadas apresentações com expatriados, profissionais que trabalham com a organização fora do país, que vão falar um pouco mais sobre suas experiências em campo, ao longo do mês. Em uma cabine escura e com chão de brita, o visitante poderá escutar sons dos ambientes das intervenções e, através de uma vídeo-instalação, "atuar" como um integrante da equipe de Médicos Sem Fronteiras. Durante cerca de três minutos, ele vivenciará a realidade operacional de projetos com diferentes focos: desnutrição, catástrofe natural, conflitos armados e epidemias.

Além do espaço multissensorial, o estande também contará com uma exposição fotográfica, composta de 12 imagens de projetos de MSF. No local, haverá ainda um mapa da atuação de MSF no mundo com destaque para as dez crises humanitárias que vêm sendo mais negligenciadas pela mídia e pelas autoridades competentes. Esse mapa poderá ser explicado pelos vários integrantes e voluntários que se revezarão no estande para atender o público.

Os visitantes poderão ainda ver em um mapa onde estão os brasileiros que trabalham com MSF pelo mundo e escrever recados que depois serão enviados aos profissionais. Haverá também uma vitrine com mapas interativos, que mostrará a concentração de pessoas afetadas pela desnutrição, catástrofes naturais, conflitos e tuberculose.