Você está aqui

Etiópia: 16 mil crianças já passaram por programas de MSF

31/07/2008
Outras 14,7 mil gravemente desnutridas receberam tratamento nutricional e rações de comida de maneira ambulatória através de uma rede de 44 projetos terapêuticos

Mais de 16,7 mil pacientes gravemente desnutridos, a maioria crianças, foram tratados nos programas de Médicos Sem Fronteiras (MSF) em Oromiya e Regiões Populares Nacionais e Nações do Sul (SNNPR, na sigla em inglês). Entre eles, cerca de 2 mil crianças com complicações médicas foram internadas nos centros de estabilização, onde recebem atenção médica 24 horas por dia. Outras 14,7 mil gravemente desnutridas receberam tratamento nutricional e rações de comida de maneira ambulatória através de uma rede de 44 programas terapêuticos (OTPs na sigla em inglês).

Desde meados de julho, as rações de alimentos suplementares composta de uma mistura de milho, soja, óleo e açúcar foram distribuídas para 1,7 mil crianças moderadamente desnutridas e suas famílias. Esses programas de alimentação suplemntar foram abertos em três distritos de e as SNNPR.

No distrito de Siraro, em Oromiya, MSF realizou distribuições direcionadas de alimentos para cerca de 12,5 mil crianças. Cada família com uma criança sofrendo de desnutrição severa ou moderada, ou até mesmo sob risco de desnutrição, tem recebido uma ração de comida de 25 quilos, além de três litros de óleo. A distribuição de uma segunda ração deve começar na semana que vem nos mesmos locais.

Em algumas áreas de Oromiya e na SNNPR, o número de admissões semanais continua a subir. O número de crianças gravemente desnutridas atingiu níveis raríssimos, mostrando que os índices de desnutrição são alarmantes nessas áreas, mas também em algumas regiões próximas que ainda não receberam cobertura suficiente.

A falta de acesso à saúde supostamente deixa as pessoas mais expostas à desnutrição aguda. Por exemplo, falências cardíacas ou renais não tratadas levam à desnutrição.

Enquanto MSF está tratando os pacientes mais vulneráveis que sofrem de desnutrição severa e moderada, muitas mais pessoas que vivem no Sul da Etiópia dependem de ajuda externa e precisam urgentemente de mais apoio nutricional.

No distrito de Siraro, a abordagem compreensiva, através dos programas de alimentação terapêutica e distribuições de comida focalizadas, levou a um aumento do número de internações de crianças desnutridas.

MSF continua a acessar novas áreas, como o distrito de Teru, na região Afar. Recentemente, MSF deu início a atividades no distrito de Duna, região SNNPR, para dar apoio a um OTP que já existia. Cerca de 150 crianças gravemente desnutridas já foram identificadas e incorporadas ao programa.

Em uma ação para focalizar as áreas mais afetadas, MSF passou seus programas nutricionais no distrito de Arsi Negele, na região Oromiya, para as autoridades de saúde locais. Agentes de saúde recentemente treinados vão estar sob o comando de um programa nutricional com 82 crianças de oito locais diferentes.

Leia mais sobre