Você está aqui

‘Estado de Emergência’ chega ao Festival de Cinema do Rio

02/10/2009
Documentário acompanha o trabalho de quatro expatriados de MSF em projetos na Libéria e na República Democrática do Congo

Neste domingo, chega às telas do Festival de Cinema do Rio o documentário “Estado de Emergência” (Living in Emergency, stories of Doctors Without Borders no original). Realizado pelo americano Mark Hopkins, a produção acompanha o trabalho de quatros integrantes da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Ao todo, seis exibições estão agendadas para o Festival, a primeira delas neste domingo, dia 4. Na terça-feira, 6, a sessão será seguida de um debate sobre a ação médica de emergência, do qual participarão a diretora-executiva de Médicos Sem Fronteiras no Brasil, Simone Rocha, o diretor Mark Hopkins e o Dr José Alfredo Padilha, do Hospital Souza Aguiar.

Gravado na Libéria pós-conflito e na ainda em guerra República Democrática do Congo, o documentário mostra como os profissionais, com diferentes níveis de experiência, enfrentam os desafios e dilemas do trabalho humanitário no terreno. “Esse filme mostra quem somos e porque existimos”, afirma Thierry Allafort-Duverger, ex-chefe da equipe de emergência de Médicos Sem Fronteiras na França.

Fundada em 1971 por médicos e jornalistas franceses que estavam insatifeitos com a ajuda humanitária oferecida durante a guerra de Biafra, na Nigéria, a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras tem como objetivo levar cuidados de saúde para as populações que mais precisam. Tal atendimento é realizado independentemente de interesses políticos, etnia, credo ou nacionalidade.

No Brasil, a organização chegou em 1991, devido a uma epidemia de cólera na Amazônia. Desde então, desenvolveu diversos projetos assistenciais.

Atualmente, mais de 22 mil profissionais trabalham com Médicos Sem Fronteiras em mais de 60 países. Pelo trabalho realizado, a organização ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1999.

Abaixo, as datas, local e horários de exibição:

Domingo, 4 de Outubro 22h20 Estação Vivo Gávea 2
Segunda, 5 de Outubro 12h Estação Botafogo 1
Segunda, 5 de Outubro 18h Estação Botafogo 1
Terça, 6 de Outubro 18h30 C.C. Justiça Federal
Quarta, 7 de Outubro 20h Instituto Moreira Salles
Quinta, 8 de Outubro 14h Cine Glória