Você está aqui

Epidemia de Ebola ainda não acabou

15/01/2016
Corpo de falecido testou positivo para o vírus em Serra Leoa

Foto: Fabio Basone/MSF

A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) lamenta a confirmação por parte do Ministério da Saúde de Serra Leoa de que o corpo de uma pessoa que havia morrido na terça-feira, dia 12 de janeiro, no distrito de Tonkolili, no norte de Serra Leoa, testou positivo para o vírus.

O teste foi realizado pelo Ministério da Saúde local na quinta-feira, 14 de janeiro, dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a África Ocidental oficialmente livre do Ebola.

Apesar de todas as medidas para conter o vírus, ressurgências após o fim da epidemia sempre foram uma possibilidade. No momento, a prioridade é rastrear os contatos da pessoa morta, para impedir a transmissão do vírus. Isso vai ser feito por meio da ativação do mecanismo de resposta a emergência do Ministério da Saúde.

Serra Leoa havia sido declarada livre do Ebola em 7 de novembro de 2015. MSF desempenhou um papel fundamental de liderança no tratamento de pessoas sofrendo com o vírus e continua oferecendo serviços médicos e psicológicos para parte dos 4.051 sobreviventes de Ebola no país, em Freetown e no distrito de Tonkolili. MSF também mantém sua capacidade de resposta a emergência no país.