Você está aqui

Enchente deixa mais de cem mil desabrigados no norte da Nigéria

28/09/2010
Milhares de casas de tijolos de barro foram destruídas pela enchente. Desabrigados estão vivendo sob abrigos improvisados feitos com folhas de plástico e madeiras, montados em qualquer terra seca que encontram.

Mais de 100 mil pessoas foram obrigadas a deixar suas casas devido às inundações no noroeste da Nigéria, depois da queda de uma barragem no rio Rima perto da cidade de Goronyo, na região de Sokoto, no dia 8 de setembro. Dezenas de povoados foram submersos, mas a extensão total e o número preciso de pessoas afetadas pelas enchentes ainda são desconhecidos.

Profissionais de Médicos Sem Fronteiras foram enviados para as áreas atingidas. Aldeias até 200 km da barragem foram afetados. "É difícil fazer uma avaliação exata, porque as estradas estão cortadas. Estamos confiando essencialmente nos relatos que ouvimos", disse o coordenador do projeto de MSF Chris Houston.

Nas aldeias mais atingidas, as pessoas tentam conter a subida das águas com sacos de areia. Milhares de casas de tijolos de barro foram destruídas. Sem ter para onde ir, os desabrigados estão vivendo em abrigos improvisados com folhas de plástico e madeira. Alguns encontraram refúgio em países vizinhos ou com as famílias. Outros, fogem para lugares mais altos, vagando pelas águas da enchente que em alguns pontos chega a bater no peito de um adulto. Famílias inteiras seguem pelas águas equilibrando seus pertences na cabeça.

Em uma escola secundária na cidade Goronyo, milhares de pessoas buscaram abrigo. As pessoas dividem espaço com o gado que possuem. As condições são insalubres. Os desabrigados não sabem quando poderão regressar às suas aldeias para recuperar o que restou de suas casas e tentam reconstruir suas vidas.

Além de perder suas casas e todos os seus pertences, muitas famílias tiveram suas plantações e seus estoques de comida completamente destruídos. Em uma área onde as pessoas dependem da agricultura para subsistência, isso representa a perda dos meios de subsistência. Para essas famílias, encontrar comida suficiente nos próximos meses será extremamente complicado.

MSF está distribuindo kits com cobertores e mosquiteiro e instalou sistemas de distribuição de água. Nos próximos dias, distribuirá suprimentos para cerca de 60 mil pessoas - incluindo tendas, cobertores, mosquiteiros e sabão - junto com 600 mil litros diários de água limpa.

Leia mais sobre