Você está aqui

Darfur: só em julho, mais de 1.400 toneladas de suprimentos foram enviadas por MSF

16/08/2004
Em agosto, um cargueiro decolou da Bélgica e outros cinco navios estão partindo de cidades diferentes levando remédios, equipamentos de saúde e material logístico. Entre as principais atividades de MSF em Darfur está o combate à desnutrição infantil.

Apenas durante o mês de julho, a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) enviou 1.400 toneladas de suprimentos para o Sudão, representando um total de três milhões de euros. Entre os suprimentos estão grandes quantidades de material médico e logístico, além de containeres cheios de produtos alimentícios.

Ao todo, MSF já enviou para o Sudão mais de 6.000 toneladas de produtos desde que a organização iniciou operação de emergência no país.

MSF está agora trabalhando com uma equipe de mais de 160 profissionais estrangeiros em 24 áreas da região de Darfur. Além disso, MSF emprega mais de 2.000 sudaneses em Darfur para combater doenças e a desnutrição, alcançando uma população de cerca de 550 mil pessoas.

Na segunda-feira, 16 de agosto, um outro avião cargueiro decolou de Ostende, Bélgica, levando medicamentos, equipamentos de saúde e material logístico. E há pelo menos cinco navios partindo de vários pontos nas próximas duas semanas.

No oeste de Darfur, MSF desenvolve atividades dentro e for a de Abu Zahr, Al Riad, Armadata, El Genina, Furro Burranga, Garsilla, Habillah, Kerenik, Mornay, Nyertiti e Zalingei. No sul de Darfur, MSF tem operações em Nyala, Shariya e Kass. No norte, MSF opera em Al Fashir, Kebkabiyah, Shadad e Zam Zam.

As atividades de MSF em Darfur incluem:
· Alimentar crianças desnutridas nos centros de nutrição terapêutica e crianças com desnutrição moderada nos centros de nutrição suplementar
· Tratar pacientes que sofrem de diarréia (a principal causa de mortes principalmente em crianças com menos de cinco anos de idade), malária e infecções respiratórias
· Distribuir alimentos para as famílias das crianças que sofrem de desnutrição
· Fornecer água potável e banheiros para reduzir o risco de doenças

Entre os dias 19 e 26 de julho, as equipes de MSF trataram cerca de 10.000 crianças desnutridas nos centros de nutrição terapêutica e suplementar. Só naquela semana, as equipes de saúde realizaram cerca de 12.000 consultas.

Na região do Chade que faz fronteira com o Sudão, MSF assiste refugiados de Darfur em 11 locais e tem 33 profissionais estrangeiros trabalhando.