Você está aqui

Covid-19: MSF inicia atividades de resposta em quatro hospitais do norte da Itália

13/03/2020
País europeu é um dos mais afetados pela epidemia do coronavírus

As equipes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) na Itália estão apoiando as autoridades de saúde locais em resposta à pandemia de Covid-19, doença provocada pelo coronavírus. A equipe de MSF está atuando em quatro hospitais na província de Lodi, no norte da Itália, parte da região da Lombardia, o epicentro do surto no país.

A equipe de MSF na província de Lodi é composta por especialistas italianos em doenças infecciosas, anestesistas, enfermeiros e logísticos, que trazem sua experiência global no gerenciamento de epidemias nos países onde MSF trabalha para apoiar hospitais italianos. A equipe de MSF está trabalhando em colaboração com as autoridades locais de saúde e o pessoal dos hospitais das cidades de Lodi, Codogno, Casalpusterlengo e Sant'Angelo Lodigiano, em várias atividades, incluindo prevenção de doenças e atendimento a pacientes.

A colaboração de profissionais de MSF no hospital de Codogno permitirá a reabertura de cerca de 20 leitos, que não eram utilizados devido à falta de pessoal. A equipe de MSF trabalhará ao lado de médicos e enfermeiros de outros departamentos da unidade e, em conjunto, prestará atendimento aos pacientes com Covid-19.

"Conhecemos médicos e enfermeiros na província de Lodi que têm trabalhado incansavelmente há semanas em uma situação excepcional", diz Claudia Lodesani, especialista em doenças infecciosas e presidente de MSF-Itália, que coordena a resposta ao Covid-19 de MSF na Itália. "Estamos oferecendo apoio para ajudar com as enormes necessidades e a carga de trabalho da equipe do hospital local na resposta a esta pandemia, para ajudar a cuidar dos pacientes."

As atividades de apoio ao combate de doenças infecciosas reforçarão as ações de prevenção e controle já implementadas nos hospitais, para evitar a transmissão do vírus e garantir a segurança dos profissionais de saúde.

“Em uma epidemia como essa, interromper a transmissão do vírus é crucial. Nos hospitais, é fundamental reduzir os riscos para a equipe da linha de frente, um fator essencial para combater a epidemia”, diz a médica Lodesani. "Todos devem respeitar as instruções do Ministério da Saúde, para conter a infecção e evitar sobrecarregar ainda mais os hospitais, que precisam continuar tratando as pessoas por outras doenças e ferimentos."

MSF ofereceu nosso apoio à resposta na Itália como um dos países mais afetados pela pandemia do Covid-19. Nossas equipes estão trabalhando em solidariedade com o povo italiano e os profissionais de saúde que atuam na linha de frente para conter a epidemia. MSF também está em contato com autoridades de saúde de outros países onde trabalhamos para falar sobre a pandemia do Covid-19. Dada a escala da pandemia, a capacidade de MSF de apoiar outros países dependerá da natureza do surto, mas também de sua capacidade de disponibilizar recursos.

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar