Você está aqui

Congresso de Leishmaniose reúne especialistas no Brasil

14/05/2013
5ª edição do evento recebe o maior número de inscrições desde sua criação; MSF participa do evento para compartilhar informações do campo

De 13 a 17 de maio, o 5º Congresso Mundial de Leishmaniose (Worldleish) reúne especialistas na doença, também conhecida como calazar, em Porto de Galinhas (PE), para a troca de conhecimentos e integração dos pesquisadores do Brasil e das Américas com o resto do mundo. A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras, que trata o calazar desde 1988, é participante do evento.
 
“Este é o maior congresso do mundo dedicado a apenas uma doença parasitária e tão importante endemia em várias regiões do planeta”, afirma o presidente da Comissão Organizadora do evento, Dr. Sinval Pinto Brandão Filho.
 
“A participação de MSF no congresso é importante porque, com mais de 15 anos de experiência no tratamento da leishmaniose, nós trazemos à mesa informações relacionadas tanto à pesquisa e inovação quanto às demandas encontradas em campo, em nossos projetos na Ásia e na África. Essa perspectiva das pessoas que convivem com a frustração de lidar com uma doença negligenciada é essencial; é preciso novas ferramentas para o tratamento da doença”, explica Carolina Batista, diretora da unidade médica de MSF-Brasil.
 
Esta é a primeira vez que o congresso será realizado fora do chamado Velho Mundo. A primeira edição do evento foi realizada em Istambul, na Turquia, a segunda em Creta, na Grécia, a terceira na Sicíla, na Itália, e a quarta e última em Lucknow, na Índia. Segundo a organização do evento, o número de trabalhos inscritos superou todas as edições anteriores do congresso – foram cerca de 1.400 inscrições e 1.326 trabalhos selecionados para apresentações.
 

Leia mais sobre