Você está aqui

Confrontos em Sana’a: MSF presta suporte a hospitais públicos e privados

23/09/2014
Diante do grande número de feridos, instalações precisaram de apoio urgente

Confrontos recentes entre militantes do Al Houthi e membros do exército iemenita se intensificaram em Sana’a desde o dia 18 de setembro. Um acordo foi assinado no dia 21 para colocar um fim aos confrontos, mas a situação ainda é difícil nas instalações de saúde que têm recebido um grande número de feridos. A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) respondeu às crescentes necessidades dos hospitais públicos e privados de Sana’a com doações, também feitas para o Crescente Vermelho iemenita.

As doações foram feitas para o hospital público de Al-Kuwait, para o hospital privado de Al-Moayad e para o Hospital Dhula, e incluíram kits para curativo de mais de 350 pacientes, bem como medicamentos, anestesias e outros materiais.

“Embora nossas principais atividades estejam concentradas em outras províncias do Iêmen, a situação em Sana’a demandava apoio urgente aos hospitais que estavam recebendo feridos”, conta Marie-Elisabeth Ingres, representante de MSF no Iêmen. “Estamos ainda fazendo o monitoramento em parceria com os hospitais e o Ministério da saúde e vamos considerar responder às necessidades adicionais de acordo com a nossa capacidade”, adiciona.

“Independentemente do nível de violência, a ação médica e as instalações de saúde deveriam ser respeitadas e permanecerem neutras e imparciais, para que médicos e pacientes possam estar em ambiente seguro”, conta Marie-Elisabeth.

Se a situação demandar mais suporte médico, MSF vai trabalhar para aumentar sua capacidade de resposta por meio da preparação de mais estoque de emergência e pessoal de emergência. A organização também está avaliando a possibilidade de reforçar a capacidade de alguns dos hospitais de referência em Sanaa para responder às ocorrências de acidentes envolvendo um grande número de feridos por meio de treinamento.


MSF atuou no Iêmen, pela primeira vez, em 1986, e trabalha no país continuamente desde 2007. MSF não aceita financiamento de quaisquer governos para seu trabalho no Iêmen, dependendo exclusivamente de doações privadas. A organização oferece cuidados médicos e cirúrgicos nas províncias de Sana’a, Amran, A-Dhale’, Aden e Abyan.
 

Leia mais sobre