Você está aqui

Abrigo é prioridade para os sobreviventes do ciclone Aila

30/06/2009
População de Bangladesh e Bengala Ocidental, Índia, continua a sofrer com enchentes contínuas e doenças infecciosas

Um mês depois do ciclone Aila atingir Bangladesh e o Estado de Bengala Ocidental, na Índia, as pessoas continuam a sofrer com contínuas inundações durante a maré alta. Abrigo, água potável, alimentos e saneamento são grandes necessidades. Pessoas em áreas remotas relataram que ainda não receberam nenhuma ajuda.

Médicos Sem Fronteiras (MSF) está distribuindo itens de emergência, oferecendo assistência de saúde básica e checando e consertando fontes de água. Dessa forma, a organização está prestando assistência a cerca de 75 mil pessoas em Bangladesh e 15 mil na Índia, todas afetadas pelo ciclone.

Enchentes contínuas

As inundações destruíram casas, propriedades pecuaristas, fazendas de camarão e propriedades agricultoras. As pessoas estão vivendo em abrigos temporários e nas partes remanescentes de embarcações.

“As pessoas estão mergulhadas até o pescoço”, conta Rivkah van Barneveld, que está coordenando a resposta de emergência em Bengala Ocidental. “As casas estão destruídas ou inundadas, a maioria das pessoas não consegue dormir seca. Com as monções chegando, abrigos serão a principal prioridade. MSF está distribuindo lençóis e cobertores de plástico a famílias.”

Infecções de pele e diarreia

Sistemas de suprimento de água e latrinas também foram destruídos pelas enchentes, o que intensificou o alastramento de diarreia e outras doenças infecciosas. Com a falta de água potável, as pessoas usam a mesma água para se aliviar e tomar banho, lavar seus pertences e até beber.

Unidades de saúde pré-existentes na Índia estão funcionando relativamente bem. Nas regiões afetadas pelas enchentes em Bangladesh, MSF está trabalhando com clínicas móveis. Segundo a coordenadora de emergência Megan Hunter, “nós visitamos dez locais diferentes até agora e atendemos cerca de 250 pessoas por dia, a maioria com diarreia e infecções de pele. MSF está distribuindo sabão, baldes e tabletes de cloração, mostrando às pessoas como usá-los.”

Nos próximos dias, uma nova equipe de emergência com um especialista em água e saneamento, uma equipe médica e profissionais de logística vai viajar para Bangladesh.