Você está aqui

O impacto da violência na saúde mental dos rohingyas

08/10/2018

Após uma onda de violência perpetrada pelo exército de Mianmar contra os rohingyas no estado de Rakhine, em agosto de 2017, cerca de 700.000 pessoas fugiram pela fronteira para o distrito de Cox's Bazar, em Bangladesh. As condições de vida nos campos de refugiados improvisados, agora os maiores do mundo, são terríveis. Muitas pessoas não têm acesso a água potável, saneamento, nutrição adequada, cuidados de saúde e abrigo seguro. O impacto psicossocial do que eles vivenciaram, juntamente com as difíceis condições do campo de refugiados e a incerteza do futuro, faz com que muitos refugiados enfrentem problemas significativos de saúde mental. Até 31 de agosto, MSF realizou 10.212 consultas individuais de saúde mental e 18.358 sessões em grupo em Cox's Bazar. (Fotos: Robin Hammond)

Leia mais sobre