Você está aqui

Chade: tratando crianças com desnutrição grave em N’Djamena

14/08/2018

Endêmica no Chade, a desnutrição aguda grave atingiu proporções alarmantes em crianças com menos de cinco anos na capital do país, N’Djamena. A cidade tem 1,5 milhão de habitantes.

Médicos Sem Fronteiras (MSF) lançou uma resposta à emergência médica no dia 26 de julho, em conjunto com o Ministério da Saúde, e inaugurou um centro de nutrição terapêutica no bairro de Ndjari. O centro foi instalado para oferecer tratamento a crianças de seis meses de vida a cinco anos de idade que sofrem de desnutrição aguda grave e outras complicações médicas.

“Inauguramos esse centro porque as poucas instalações de saúde, mantidas pelo Ministério da Saúde e seus parceiros, operavam em sua capacidade máxima e estavam sobrecarregadas com o alto número de crianças que precisam de tratamento”, explica Patient Kighoma, coordenador do centro de MSF em N’Djamena. “As crianças geralmente chegam em estado grave e, nessa idade, quando estão tão frágeis, o pior pode acontecer muito rapidamente.”

Mais de 100 crianças já foram hospitalizadas na instalação de MSF desde a inauguração. Após apresentarem melhores condições de saúde e receberem alta, as crianças continuarão o tratamento em casa e realizarão exames semanalmente no centro de saúde.
 

Leia mais sobre