Você está aqui

Ato público pelas vítimas do bombardeio em Kunduz, Afeganistão

ter, 03/11/2015 - 00:00

Na terça-feira (3/11), completará um mês do bombardeio ao hospital de trauma de Médicos Sem Fronteiras em Kunduz, no Afeganistão. Junte-se a MSF em um ato público em homenagem aos nossos colegas e pacientes mortos e feridos nesta tragédia.

Nós nos reuniremos na Praia de Copacabana, às 18h30, ao lado do Posto 5. Com este evento, também queremos evitar que o sofrimento de 300 mil pessoas - que ficaram sem acesso à saúde por causa da destruição desta unidade médica - seja esquecido.

O hospital era a única instalação do tipo no noroeste do Afeganistão, com mais de 460 profissionais habilitados para oferecer cuidados cirúrgicos, pós-operatórios e de reabilitação de altíssima qualidade. Só em 2014, mais de 22 mil pacientes receberam cuidados no hospital e mais de 5.900 cirurgias foram realizadas.

Bombardear unidades de saúde é uma violação do Direito Internacional Humanitário e Médicos Sem Fronteiras exige que uma investigação independente apure exatamente o que aconteceu. Em qualquer conflito armado, as instalações médicas, pacientes e profissionais de saúde têm de ser respeitados. Não podemos deixar que esse tipo de ataque continue acontecendo. Até as guerras têm regras.

Coloque uma camiseta branca e junte-se a nós.

O que: Ato público pelas vítimas do bombardeio em Kunduz
Onde: Praia de Copacabana, ao lado do Posto 5 (altura da Rua Sá Ferreira)
Quando: terça-feira (3/11), às 18h30

Confirme sua presença e compartilhe.