Você está aqui

Iêmen | Esperança de um futuro melhor

0:00
Iêmen 26/07/2018

Iêmen | Esperança de um futuro melhor

Taiz, a terceira maior cidade do Iêmen, atualmente está separada por uma frente de batalha. Seus moradores são expostos à violência em uma base diária e ao som constante de bombardeios e tiroteios. Na entrevista acima, o coordenador de projeto de MSF Arunn Jegan reflete sobre o impacto que o conflito teve sobre os civis.

  • Confrontos e bombardeios intensos em Hodeidah, no Iêmen, ameaçam a vida de civis. Nossas equipes atenderam pessoas que tiveram membros amputados, com lesões torácicas e abdominais graves e ferimentos muito profundos.

  • Assista à história de Pedro, que fugiu de Honduras depois de ser atacado por uma gangue local. Ele recebeu cuidados de nossas equipes em um abrigo em Tenosique, no México. Sua história nos lembra que buscar segurança não é um crime.

  • Após 6 meses em seu primeiro projeto em campo com MSF, o promotor de saúde Diogo Galvão conta sobre a importância de acompanhar a população sul-sudanesa sempre em movimento por conta de inúmeros combates no norte do país.

  • A tecnologia é nossa aliada para superar barreiras geográficas, realizar atendimentos por telemedicina, ampliar a qualidade dos serviços e até medir níveis de desnutrição, como neste caso, em Bangladesh.

  • Fomos forçados a abandonar nossos pacientes após o governo de Nauru solicitar o encerramento de nossas atividades. Pedimos a liberação imediata dos refugiados e solicitantes de asilo que estão retidos na ilha.

  • Acapulco é uma das cidades mais perigosas do mundo. Em 2017, tratamos 200 sobreviventes de violência sexual e realizamos 2.307 consultas individuais de saúde mental na região. A psicóloga Ana Paula Abreu conta mais sobre este trabalho:

  • Quer conhecer de perto o trabalho de nossos profissionais? O dr. Innocent, médico em uma das áreas mais perigosas e remotas da República Democrática do Congo, conta como chegou aonde está.

  • Descubra como oferecemos atendimento médico a pacientes em Old Fangak, uma das regiões mais remotas e de difícil acesso no Sudão do Sul.

  • “Se voltarmos sem o status de rohingya, eles vão nos matar”. Assista ao depoimento de Ismael, de 14 anos, sobre a violência que sofreu com sua família em Mianmar.

  • Nossa promotora de saúde Tamara Jurberg fala sobre seu trabalho nos projetos de desnutrição e de violência sexual na região de Kasai, na República Democrática do Congo.

  • Zamir é um menino afegão de 11 anos que está retido na Bósnia com a sua família. Depois de ser deportado várias vezes ao tentar chegar à Croácia, incluindo horas de caminhadas a pé e abusos da polícia de fronteira, ele poderia ter se tornado uma criança ressentida. Mas seu otimismo é surpreendente.
  • “Não podemos passar a nossa vida inteira debaixo de uma tenda plástica”. Assista ao depoimento de uma refugiada rohingya sobre o medo de não reencontrar seus filhos e as dificuldades de viver em um acampamento improvisado em Bangladesh.

Newsletter

Receba últimas notícias de MSF, atualizações sobre nossos projetos e oportunidades de doações em seu e-mail.
Ao se cadastrar você concorda com os termos de uso e a política de privacidade da organização.