Você está aqui

Quem somos

Médicos Sem Fronteiras (MSF) é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por graves crises humanitárias. Também é missão da MSF chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas pelos pacientes atendidos nos seus projetos.

 

A organização foi criada em 1971, em França, por jovens médicos e jornalistas, que foram voluntários no fim dos anos 60 no Biafra, na Nigéria. Enquanto socorriam vítimas numa guerra civil brutal, os profissionais perceberam as limitações da ajuda humanitária internacional: a dificuldade de acesso ao local e os entraves burocráticos e políticos, que faziam com que muitos se calassem ainda que perante situações gritantes. MSF surge, então, como uma organização humanitária que associa a ajuda médica à sensibilização do público sobre o sofrimento dos seus pacientes, dando visibilidade a realidades que não podem permanecer negligenciadas. Em 1999, MSF recebeu o prémio Nobel da Paz.

 

MSF leva ajuda médico-humanitária a pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais, epidemias, desnutrição e exclusão do acesso à saúde. A organização pauta sua atuação nos princípios de neutralidade, imparcialidade e independência.

 

Ação médica acima de tudo

A atuação da Médicos Sem Fronteiras é, acima de tudo, médica. A organização leva assistência e cuidados preventivos a quem necessita, independentemente do país onde se encontram.

Em situações em que a atuação médica não é suficiente para garantir a sobrevivência de determinada população – como ocorre em casos de extrema urgência –, a organização pode fornecer água, alimentos, saneamento e abrigos. Esse tipo de ação é feita prioritariamente em períodos de crise, quando o equilíbrio anterior de uma situação é rompido e a vida das pessoas fica ameaçada.

A atuação da MSF respeita as regras da ética médica, em particular, o dever de oferecer auxílio sem prejudicar qualquer indivíduo ou grupo, e a imparcialidade, garantindo o direito à confidencialidade. Ninguém pode ser punido por exercer uma atividade médica de acordo com o código de ética profissional, não importando as circunstâncias, nem quem são os beneficiários.
 

 

Presente em cerca de 70 países, oferecendo cuidados de saúde a pessoas em necessidade de ajuda humanitária. Mais de 36 mil profissionais de diferentes áreas e nacionalidades.

Presente em cerca de 70 países, oferecendo cuidados de saúde a pessoas em necessidade de ajuda humanitária. Mais de 36 mil profissionais de diferentes áreas e nacionalidades.

 

Agora que você conhece um pouco sobre MSF, que tal ler nossa história completa ?
Como organização que atua de forma independente, neutra e imparcial, MSF determina, de acordo com sua própria avaliação, onde, quando e como atuar. Um projeto pode ser desencadeado pela existência de uma situação de crise que requer uma resposta humanitária de emergência, pelo pedido de organizações internacionais, de governos ou mesmo de outras organizações não governamentais ou ainda pela identificação de uma necessidade de saúde específica, para a qual a organização considera que pode contribuir de forma relevante.
 
No local, profissionais da MSF analisam, de acordo com o contexto, o número de pessoas afetadas, as necessidades de saúde, as condições de vida, água e saneamento, o ambiente político e a capacidade local de responder ao problema. Assim, a organização toma a decisão de atuar ou não naquele país, determinando as prioridades e compondo a equipa que entrará em ação e os recursos necessários para iniciar o projeto.
 
Quando a atuação ocorre em resposta a uma emergência repentina, como uma catástrofe natural, ela pode ser viabilizada entre 48 e 72 horas. Por trás da agilidade da MSF, está um sistema de logística extremamente eficiente que envolve a uniformização dos métodos de trabalho, a manutenção de estoques permanentes e a experiência dos profissionais. Em 1980, a organização passou a utilizar kits personalizados e adaptados para cada contexto, que são pré-embalados e preparados para viagem e que são constantemente aprimorados. Os kits contêm medicamentos, provisões e equipamentos básicos e são usados em diversas atividades, desde campanhas de vacinação até à montagem de um hospital insuflável.
 

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar