Você está aqui

Jordânia

Médicos de MSF no hospital de cirurgia reconstrutiva de Amã examinam o raio-X de um paciente.  (Foto: Faris Al-Jawad/MSF)
Jordânia
Paises em que MSF atua

MSF mantém programas de ajuda  médica para atender refugiados sírios e cidadãos jordanianos vulneráveis.
Há quase 650 mil refugiados sírios registrados na Jordânia, a maioria dos quais depende de ajuda  humanitária para atender suas necessidades básicas. O enorme crescimento do número de pessoas aumentou a pressão sobre o sistema de saúde do país. MSF mantém três clínicas na província de Irbid, dedicadas a fornecer aos sírios e jordanianos vulneráveis tratamento para doenças não transmissíveis, uma das principais causas de morte na região. As clínicas oferecem atendimento médico, visitas domiciliares e apoio psicossocial a cerca de 5 mil pacientes, portadores de doenças como diabetes e hipertensão. Em 2017, as clínicas realizaram mais de 37 mil consultas. MSF também apoia um centro de atenção primária abrangente em Turra, no distrito de Sahel Houran, Ar Ramtha, que atende aos refugiados sírios e à comunidade local. A equipe local realizou 12.554 consultas em 2017.

Cuidados de saúde materna

MSF é o principal fornecedor de cuidados de saúde reprodutiva para refugiados sírios na província de Irbid, onde mantém uma ala de maternidade com 22 leitos e uma unidade de terapia intensiva neonatal. Em 2017, as equipes assistiram a 4.120 partos, internaram 664 recém-nascidos e realizaram cerca de 16 mil consultas pré-natais. MSF também aumentou seu foco em saúde mental, oferecendo apoio a crianças sírias e seus pais em um projeto baseado em Mafraq, bem como através de consultas e sessões de sensibilização realizadas nas clínicas de doenças não transmissíveis e centros de atendimento primário em Irbid. As várias equipes ofereceram aconselhamento individual e em grupo, apoio psicossocial e sessões de educação em saúde.

Cirurgia reconstrutiva em Amã

O hospital de cirurgia reconstrutiva de Amã continua a tratar feridos de guerra e vítimas indiretas de violência de países vizinhos. O hospital oferece atendimento abrangente para pacientes que necessitam de cirurgia ortopédica, reconstrutiva e maxilofacial, incluindo fisioterapia e apoio de saúde mental. Em 2017, 1.150 procedimentos cirúrgicos foram realizados e uma média de 188 pacientes estavam sendo tratados simultaneamente no hospital.

Cirurgia de emergência em Ar Ramtha

Desde 2013, o projeto de cirurgias de emergência de MSF em Ar Ramtha, no norte da Jordânia, oferece atendimento assistência cirúrgico de emergência e pós-operatório a pacientes feridos em guerra encaminhados de hospitais de campanha no sul da Síria. Com o aumento dos combates no primeiro semestre de 2017, MSF observou um aumento no número de pacientes gravemente feridos evacuados para o hospital para tratamento médico urgente. No entanto, após a criação de uma zona desmilitarizada no sudoeste da Síria, em julho, o nível de violência diminuiu e houve um declínio acentuado no número de pacientes que chegavam ao hospital. MSF decidiu, portanto, encerrar o projeto de Ar Ramtha até o final de janeiro de 2018. Em 2017, o pessoal admitiu e tratou 295 pacientes feridos em guerra, realizou mais de 600 intervenções cirúrgicas de grande porte e realizou mais de 1.650 sessões de apoio psicossocial.

 

Dados de 2017:

Consultas ambulatoriais
Consultas individuais de saúde mental
Intervenções cirúrgicas de grande porte
67.600
8.300
2.200