Você está aqui

Espanha

Hospital instalado por Médicos sem Fronteiras para tratar enfermos da Covid-19 em Leganes. Foto: Olmo Calvo /MSF
Espanha
Paises em que MSF atua

A gravidade da pandemia da COVID-19 na Espanha em 2020 motivou Médicos Sem Fronteiras (MSF) a apoiar a resposta nacional.

Em março, contatamos as autoridades de saúde da Espanha para compartilhar nosso conhecimento em controle de epidemias e oferecer apoio em estratégias para gerenciar a crise de saúde pública. Nossa resposta no país durou até 31 de maio. Um de nossos objetivos era ajudar a aumentar a capacidade hospitalar, criando instalações temporárias em locais próximos, como centros esportivos. Este descongestionamento dos hospitais permitiu que se focassem no tratamento dos pacientes mais graves. Apoiamos 20 extensões hospitalares no total. Também assessoramos a administração dessas instalações na prevenção e controle de infecções, circuitos e zoneamento, para proteger os profissionais de saúde o máximo possível.  

Outro foco de nossas atividades foi reforçar o cuidado e a proteção dos idosos em asilos. Apoiamos cerca de 500 centros em todo o país. Nossas equipes forneceram ferramentas e treinamento para os funcionários; por exemplo, o uso de equipamentos de proteção e na concepção de protocolos de setorização para manter casos positivos e assintomáticos em áreas separadas. Cerca de 27 mil pessoas se beneficiaram com esses programas. 

Nossas equipes também ofereceram assessoria na gestão de crises através de uma plataforma online destinada a profissionais de saúde, lares de idosos e diretores da administração pública envolvidos na resposta à pandemia. 

Finalmente, nosso testemunho e trabalho de alerta sobre pandemia incluiu a publicação de briefings e relatórios externos, como A proteção dos profissionais de saúde durante o surto de COVID-19 na Espanha e "Muito pouco, Muito tarde: a inaceitável negligência dos idosos em asilos durante a pandemia de COVID-19 na Espanha, que descreveu a difícil situação em que os idosos, a população mais vulnerável, viveram durante os piores momentos da pandemia. 

 

 

 

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar