Você está aqui

Programação| Seminário

Crises Humanitárias, Cooperação e o papel do Brasil

Brasília – Câmara dos Deputados

Data: 5 de novembro

Atualmente, vivemos crises humanitárias de ampla magnitude, gerando enorme sofrimento humano a populações em extrema vulnerabilidade. Síria, Sudão do Sul e República Centro-Africana são exemplos de contextos internacionais que demandam um olhar atento e, principalmente, ações rápidas e coerentes de organizações internacionais, governos e organizações não governamentais. A resposta humanitária tem sido desafiada pela complexidade dos contextos onde as crises se dão, mas também por desafios outros, como a manipulação de agentes humanitários ou a sua utilização para fins políticos e econômicos. O futuro da ação humanitária tem forte conexão com a forma como países como o Brasil irão estruturar suas respostas e construir suas políticas. Com base nessa premissa, Médicos Sem Fronteiras, que conta com brasileiros e brasileiras enfrentando cotidianamente esses desafios nos países onde atua, estimula todos e todas a aprofundar esse debate fundamental.


8h-9h - Credenciamento

Boas-vindas - 9h -9h30
Ana Carolina Batista – Membro do Conselho Administrativo da MSF-Brasil

Deputada Jô Moraes – Presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional – CREDN

Deputado Leonardo Quintão – Presidente da Frente Parlamentar Mista de Refugiados e Ajuda Humanitária

9h30 – 10h – Conferência I

Crises humanitárias e a resposta internacional: onde está todo mundo?
Susana de Deus (Diretora Geral de Médicos Sem Fronteiras Brasil)

10h – 11h15 – Mesa I
A atuação humanitária

Nesta mesa, profissionais de ajuda humanitária, diplomatas, gestores de organismos nacionais e internacionais e acadêmicos discutem as dificuldades e principais desafios colocados hoje para a concretização da ajuda a populações em necessidade, problematizando a politização dessa ajuda. Além disso, serão discutidos os desafios atuais enfrentados por países que se veem desafiados a estruturar suas respostas humanitárias, como o Brasil.

Participantes:
Milton Rondó (Ministro e Coordenador-geral de Ações Internacionais de Combate à Fome, CG-Fome/MRE)

Lorenzo Caraffi (Chefe da Delegação Regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, CICV)

Andrés Ramirez (Ex-Representante do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, no Brasil)

Bertrand Perrochet (Médicos Sem Fronteiras - MSF)

Mediadora: Simone Rocha (Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio e Membro do Conselho Administrativo da MSF-Brasil)

11h15 – 11h30 – Coffee Break

11h30 – Conferência II
Cooperação entre os povos: em busca de um marco legal que assista o alívio do sofrimento de populações em crise
Ministro Ayres Britto (Ex-Presidente do Supremo Tribunal Federal - STF)

12h30 – 14h – Almoço

14h – 15h30 – Mesa II
Contribuições brasileiras para a resposta humanitária internacional: desafios e oportunidades

Esta mesa tem como foco o Brasil e a cooperação humanitária nacional, destacando suas estratégias, objetivos, estrutura e ações, mas partindo desta realidade para olhar o futuro e os próximos passos que precisam ser dados para que a cooperação brasileira seja mais rápida e efetiva. Destacam-se nesta mesa as sinergias possíveis entre tomadores de decisão, sociedade civil e acadêmicos para que a pauta avance no país num futuro próximo.

Participantes:
Gerson Brandão (Oficial de Assuntos Humanitários do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários - OCHA) – a confirmar

Embaixador Luiz Felipe Lampreia (Diplomata)

Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães (Diplomata)

João Brígido (Pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, IPEA)

Daniel Balaban (Diretor do Centro de Excelência contra a fome, do Programa de Alimentos da ONU)

Mediadora: Katia Maia (Diretora Executiva da OXFAM-Brasil)

15h30 – 15h50 – Coffee break e Lançamento da Publicação, “Crises Humanitárias, Cooperação e o Papel do Brasil”.

15h50 – Painel de Sistematização e Próximos Passos
Camila Asano (Coordenadora do Projeto de Política Externa e Direitos Humanos da Conectas Direitos Humanos)

Carlos Milani (IESP-UERJ e Coordenador do Laboratório de Análise Política Mundial)

Michelle Ratton Sanchez Badin (FGV-EDESP)

17h - Encerramento