Você está aqui

Turquia

Turquia

Mais de 2,5 milhões de sírios buscaram refúgio na Turquia até o fim de 2015.

A situação dos refugiados sírios que vivem na Turquia permanece extremamente difícil: a grande maioria está em condições precárias em favelas urbanas, com poucas oportunidades de trabalho e com acesso limitado a cuidados médicos. Desde que o conflito da Síria teve início, em 2011, mais de 67 mil crianças sírias nasceram na Turquia.

Em junho, Médicos Sem Fronteiras (MSF) recebeu autorização das autoridades turcas para realizar atividades médicas e humanitárias para o crescente número de refugiados no país.

Trabalho na fronteira da Síria com a Turquia

Em colaboração com a Union of Medical Care and Relief Organizations (UOSSM, na sigla em inglês), MSF realiza cirurgias reconstrutivas em Hatay. Além disso, MSF também ajuda na clínica de saúde mental mantida pela UOSSM.

Em Kilis, MSF trabalha juntamente com a Helsinki Citizens’ Assembly, cuja clínica oferece cuidados básicos de saúde aos refugiados sírios, incluindo serviços de saúde mental. A clínica realizou 35.636 consultas ambulatoriais e 10.508 consultas de pré e pós-natal em 2015.

No fim de dezembro, em parceria com a organização Physicians Across Continents (PAC, na sigla em inglês), MSF abriu uma nova instalação em Gaziantep para oferecer cuidados de saúde gratuitos às mulheres e crianças sírias. Uma equipe síria de ginecologistas e obstetrizes oferece cuidados de pré e pós-natal, serviços de planejamento familiar e consultas ginecológicas. A PAC se encarrega do atendimento pediátrico. MSF já tinha tratado 117 pacientes entre a abertura da instalação, dia 21 de dezembro, e o fim do ano. A clínica tem capacidade de realizar 2 mil consultas de saúde reprodutiva por mês. Partos e casos mais complicados são encaminhados para um hospital local na Turquia.

Província de Şanlıurfa

MSF manteve o apoio à organização parceira Hayata Destek (Suporte à Vida) na implementação de um programa de saúde mental para refugiados sírios. Em maio, um projeto de água e saneamento foi concluído em Suruç, fornecendo latrinas, chuveiros e água a refugiados de Kobane, Síria, que viviam em campos temporários desde setembro de 2014. De junho a setembro, em colaboração com Hayata Destek, MSF distribuiu alimentos e itens de higiene para 20 mil refugiados em Akçakale que foram deslocados de Tal Abyad, na Síria. MSF também apoiou um centro de cuidados para a saúde mental da Blue Crescent Relief and Development Foundation em Akçakale, para tratamento dos refugiados sírios.

Até o fim do ano, a segurança foi muito abalada no sudeste do país, predominantemente curdo. MSF está monitorando a situação.

MSF começou a atuar no país em 1999.

Notícias

Diário de Bordo

Turquia
Início da Atuação: 
1999
Atividades Médicas: 
Saúde mental