Você está aqui

Somália: MSF observa crescimento preocupante no número de crianças desnutridas

05/01/2005
Centro de Alimentação Terapêutica de MSF - com capacidade para 40 crianças - atende mais de 100 crianças desnutridas. Diariamente 12 novas crianças chegam ao centro. Elas vêm até de países vizinhos. MSF vai abrir um segundo centro

A equipe de MSF no nordeste da Somália, região de Galcayo, está observando um aumento preocupante no número de crianças desnutridas que chegam ao Centro de Alimentação Terapêutica de MSF. Galcayo é a capital da província de Puntland no nordeste da Somália.

O Centro de Alimentação Terapêutica foi aberto em julho de 2004 com capacidade para atender até 40 crianças. Em novembro, o centro estava atendendo 75 crianças. No momento, MSF está recebendo entre 10 e 12 crianças por dia - elas permanecem em média três semanas - e atualmente 100 crianças estão internadas no centro e outras 160 estão sendo atendidas pelo programa de alimentação, mas sem a necessidade de permanecerem no centro. Além disso, outras 250 crianças fazem parte do programa de alimentação suplementar de MSF.

MSF enviou novos profissionais de saúde durante as festas de final de ano para reforçar a equipe.

O Centro de Alimentação Terapêutica de MSF no norte de Galcayo é o único na região e, por isso, as pessoas estão chegando de outras cidades, como de Bosasso que fica 600 km ao norte de Galcayo. Alguns pacientes vêm, inclusive, do país vizinho, a Etiópia.

A equipe pretende abrir um segundo Centro de Alimentação Terapêutica nos próximos meses, no sul da cidade de Galcayo.

Além dos programas de alimentação, MSF apóia os hospitais tanto do norte quanto do sul de Galcayo, e mantêm uma clínica em Marere, no sul da Somália.