Você está aqui

Nina Davydovich, coordenadora de ONG russa na Chechência, é libertada

10/01/2003
MSF saúda a libertação de Nina Davydovich, coordenadora de ONG russa, após 168 dias de cativeiro. MSF pede que Arjan Erkel, coordenador de MSF no Daguestão, também seja libertado.

MSF saúda a libertação de Nina Davydovich, coordenadora de Druzhba, uma ONG russa, e lhe deseja força para uma rápida recuperação da difícil experiência e espera que ela se reúna com sua família e amigos o mais rápido possível.

Logo após o seqüestro de Nina no dia 23 de julho, Arjan Erkel, coordenador de MSF no Daguestão foi também seqüestrado por homens armados não identificados em Makhachkala. Arjan tem 32 anos e há mais de 6 trabalha com MSF. Ele iniciou seu trabalho no Daguestão em abril de 2002. Após quase 5 meses, os esforços das autoridades para solucionar o caso ainda não renderam informações sobre o paradeiro de Arjan ou seu estado de saúde.

A libertação de Nina dá a MSF e à família de Arjan a esperança de que ele também seja libertado dentro em breve. MSF insiste que as autoridades façam o que estiver ao seu alcance para conseguir sua libertação em segurança.

MSF pede aos seqüestradores de Arjan que respeitem sua integridade física e mental e o libertem ileso.

Desde o seqüestro de Arjan, as atividades de MSF no Daguestão e na Chechência continuam suspensas. Na Chechênia, no entanto, MSF continua provendo assistência direta no caso de emergências, o que inclui cooperação com as unidades cirúrgicas e maternidade. MSF continua oferecendo assistência aos deslocados internos na Ingushetia.

Leia mais sobre