Você está aqui

MSF evacua sua equipe de Dungu, RDC, por razões de segurança

29/08/2002
Durante a noite de quarta-feira, dia 28 de agosto, a missão de MSF em Dungu, na República Democrática do Congo (RDC), foi alvo de 3 atos violentos praticados por soldados armados. A equipe de MSF foi fisicamente ameaçada.

Durante a noite de quarta-feira, dia 28 de agosto, a missão de MSF em Dungu, na República Democrática do Congo (RDC), foi alvo de 3 atos violentos praticados por soldados armados. A equipe de MSF foi fisicamente ameaçada.

Por causa desses eventos, a organização decidiu evacuar sua equipe de 5 expatriados para Kampala, capital de Uganda, no dia seguinte.

Dungu, localizada no nordeste da RDC, está atualmente na linha de frente de duas facções rebeldes, a RDC Nacional e a RDC Kisangani/ML. Por várias semanas, e depois de um recrudescimento das ofensas, a maioria da população já deixou Dungu e as vilas vizinhas para se esconder na floresta.

A equipe de MSF, que tinha recebido garantias de segurança dos diversos chefes de guerra, tinha decidido permanecer no campo para manter as operações no hospital de Dungu. Entretanto, em três ocasiões, durante a noite do dia 28 de agosto, soldados armados invadiram o escritório de MSF para saquear os suprimentos, ameaçando fisicamente os profissionais de MSF.

Alguns tiros foram disparados em direção ao escritório e diversas balas perdidas atingiram o interior da residência dos expatriados. Felizmente, nenhum dos profissionais foi ferido.

Por razões de segurança e até que os eventos sejam esclarecidos, a equipe de MSF evacuou a área, temporariamente, para Kampala.

MSF está presente em Dungu desde julho de 2001, prestando cuidados de saúde e fornecendo suprimento ao hospital de referência da cidade. MSF está reabilitando partes do hospital para melhorar a higiene e os cuidados aos pacientes. MSF também distribui medicamentos e materiais de laboratório para o hospital e organiza cursos avançados para profissionais médicos.

Leia mais sobre