Você está aqui

MSF envia equipes de saúde a Chechênia para ajudar civis feridos em explosões

15/03/2003
Apesar de MSF ter suspendido as atividades na região após seqüestro de seu Coordenador no Norte do Cáucaso há 9 meses, a organização continua oferecendo apoio emergencial. Situação na Chechênia não é de normalidade, como dizem as autoridades locais.

Depois das explosões em Znamenskoe, no dia 12 de maio, uma equipe de saúde da organização internacional Médicos Sem Fronteiras providenciou assistência médica aos feridos, assim como medicamentos e material médico. Um kit para curativos capaz de atender 300 feridos, kits para infusão e antibióticos foram doados aos hospitais que receberam 103 feridos em Znamenskoe e 46 feridos em Mozdok. Três outros hospitais já haviam recebido material médico na semana passada.

Após as explosões de hoje, 14 de maio, em Ilaskhan Yurt próximo a Gudermes, uma equipe de saúde de Médicos Sem Fronteiras, composta por dois cirurgiões, está oferecendo assistência aos feridos assim como material médico e medicamentos para o hospital de Gudermes. Ataduras, infusões e material médico para os feridos já foram doados.

Desde o seqüestro do Coordenador de MSF no Norte do Cáucaso, Arjan Erkel, em Makhachkala, a organização suspendeu todas as atividades na Chechênia, exceto para apoio emergencial. MSF continua fornecendo aos hospitais, medicamentos essenciais e equipamento médico.

As últimas explosões em Znamenskoe e na região de Gudermes, resultando num grande número de mortos e feridos, mostram novamente que a situação na Chechênia está longe da normalidade, ao contrário de declarações feitas pelas autoridades locais.