Você está aqui

MSF começa campanha de vacinação contra meningite na África

02/04/2008
Mais de 4 milhões de pessoas serão imunizadas pela organização na região ocidental do continente

A meningite, uma doença responsável por milhares de mortes no continente africano, está atualmente se alatrando nos países mais ocidentais da região. Além de garantir aos doentes o acesso a tratamento rápido, Médicos Sem Fronteiras (MSF) também está realizando campanhas de vacinacão na Nigéria e no Níger e deve começar o mesmo trabalho em países próximos. MSF prevê vacinar entre 4 e 5 milhões de pessoas contra a meningite.

Dezenas de equipes de MSF estão mobilizadas, cooperando com os ministérios de saúde, para responder à epidemia de meningite. Nesta situação de emergência, eles têm que garantir que os tratamentos sejam acessíveis em nível local para todos os que apresentarem sintomas, além de conter a epidemia vacinando a população nas áreas de risco. A vacinação nos centros urbanos populosas é a prioridade na luta contra o avanço da miningite.

As epidemias de meningite estão se movendo rápido, tão rápido que uma reação é necessária. MSF mandou 80 funcionários internacionais para o Níger, 98 para a Nigéria e contratou centenas de funcionários locais.

Meningite, uma ameaça mortal

A meningite é uma infecção contagiosa na membrana cerebral e é potencialmente fatal. A atual epidemia na África Ocidental é causada pela variante A da bactéria Neisseria meningitis, a mais comum. Sem tratamento, a bactéria pode matar até 50% dos pacientes que apresentam sintomas da doença, com a maioria das mortes acontecendo em até 48 horas. Para tornar o tratamento acessível o mais rápido possível para os pacientes, as equipes de MSF estão fornecendo tratamento contra meningite nos centros de saúde e encaminhando os casos complicados para hospitais.

Epidemia se alastra pelo norte da Nigéria
Trabalhando em parceria com o Ministério da Saúde, as equipes de MSF estão vacinando e tratando pessoas em nove estados. A população total da área é de 38 milhões de pessoas.

Os funcionários das 31 equipes envolvidas já viram mais de 20 mil casos, com 694 mortes nesses estados. O índice de mortalidade relativamente baixo demonstra que as pessoas estão recebendo tratamento rápido, apropriado e eficaz.

Paralelamente, 77 equipes de MSF, que trabalham em conjunto com o Ministério da Saúde, estão realizando a campanha de vacinação. Até agora, 700 mil pessoas foram imunizadas nos estados de Jigawa, Katsina e Sokoto. Novas campanhas de vacinação já começaram ou vão começar em poucos dias. Mais de 2 milhões e pessoas vão se beneficiar em lugares como Jigawa, Bauchi, Gombe, Kaduna, Kebbi, Sokot e Zamfara.

As equipes também estão estabelecendo prioridades. Mais campanhas estão sendo preparadas para outras 270 mil pessoas. No total, se todas as campanhas forem realizadas até o fim, mais de 3 milhões de pessoas serão vacinadas por MSF durante a epidemia de meningite na Nigéria. O Ministério de Saúde do país forneceu 2,3 milhões de doses da vacina contra meningite.

Epidemia chega ao sul do Níger
Os funcionários de emergência de MSF já chegaram ao país para reforçar as equipes dos programas nutricionais e médicos do país. Em parceria com o Ministério de Saúde, MSF já começou campanhas de vacinação na região de Zinder, Maradi e Dosso. No total, mais de 2 milhões de pessoas serão vacinadas, a maioria em Maradi e Zinder.

Na região de Maradi, 1428 pessoas tiveram meningite desde o começo do ano. Desse total, 44 morreram. Além do tratamento básico para os pacientes, as equipes de MSF, em colaboração com o Ministério de Saúde, já vacinaram 140 mil pessoas na cidade de Maradi. Com o avanço rápido da epidemia, MSF já lançou campanhas de vacinação nos distritos de Madarounfa e Tessaoua. Além disso, a organização vai começar a trabalhar logo no distrito de Aguié. Aproximadamente 900 mil pessoas serão vacinadas nesta campanha.

Na região de Zinder, as equipes móveis estão apoiando unidades de saúde a fornecer tratamento médico para pacientes com meningite em todas as áreas em que há casos nos seis distritos. Paralelamente, 60 equipes de vacinação vão cobrir quatro distritos, a maioria na área rural. Mais de 270 mil pessoas já foram vacinadas e as campanhas continuam. Até o final de abril cerca de 1 milhão de pessoas devem ser vacinadas.


Burkina Faso, Chad e Camarões estão sendo monitorados por equips de MSF por causa do aumento do número de casos de meningite.

Leia mais sobre