Você está aqui

MSF atende famílias na cidade de Jilib, no sul da Somália

05/08/2011
A organização distribuiu lonas plásticas, mosquiteiros e sabonete

As mais de 3,6 mil pessoas do abrigo temporário da cidade de Jilib, no sul da Somália, na região de Lower Juba Valley, receberam tendas plásticas, mosquiteiros e sabonete. Os artigos foram distribuídos pela equipe de Médicos Sem Fronteiras (MSF) que gerencia um amplo programa de alimentação terapêutica para crianças desnutridas e um hospital na cidade vizinha de Marere.

“Ouvi dizer que em Jilib havia um acampamento (para pessoas deslocadas) onde estava havendo distribuição de alimentos, e foi por isso que decidimos vir para cá”, disse uma mulher que havia chegado recentemente com seus seis filhos, após percorrer a pé a maior parte do trajeto de 230 quilômetros até o acampamento. “Nós queríamos ir ao acampamento de refugiados no Quênia, mas não conseguimos pagar o preço do transporte até lá. Por isso, viemos a Jilib, à procura de assistência”, explicou. “Nós tínhamos gado, mas nossos animais morreram (devido à seca) há quatro meses. Quando perdemos nossas duas últimas vacas, saímos de nossa aldeia e levamos 15 dias andando para chegar a Jilib.”

A distribuição de itens de auxílio tem por objetivo garantir o abrigo do qual as pessoas tanto precisam, após serem forçadas a viver a céu aberto. Os mosquiteiros previnem as picadas do mosquito transmissor da malária. Nas instalações médicas de Marere, um número cada vez maior de pacientes com a doença está recebendo tratamento.

Até o dia 4 de agosto, o Programa de Alimentação Terapêutica em Marere admitiu 101 crianças severamente desnutridas com complicações médicas, e mais de 740 crianças desnutridas foram admitidas em diversos centros ambulatoriais de alimentação dentro e nos arredores de Marere. MSF está tentando expandir suas atividades médicas e nutricionais.

MSF está na Somália desde 1991. Atualmente, a organização oferece assistência médica gratuita em oito regiões no sul do país. Mais de 1,4 mil profissionais somalis, com apoio de aproximadamente 100 profissionais estrangeiros em Nairóbi, oferecem cuidados primários, cirurgias, tratamento contra desnutrição, assistência médica e apoio a populações deslocadas. Eles também distribuem água e suprimentos em nove locais na região centro-sul da Somália.

MSF não aceita financiamento de governos em seus projetos na Somália. Todos os  recursos são de doadores privados.