Você está aqui

MSF abre consultório em Marcílio Dias, no Rio de Janeiro

15/04/2003
Enquanto constrói o Centro Integrado de Saúde, que oferecerá serviços de saúde e atendimento psicossocial à população de Marcílio Dias, MSF inicia atendimento em consultório provisório, dentro da Associação de Moradores.

No dia 05 de maio, MSF inicia trabalho de atendimento de saúde na comunidade de Marcílio Dias, localizada no Complexo da Maré, na periferia do Rio de Janeiro. O consultório, que funcionará em uma sala adaptada dentro da sede da Associação de Moradores, levará atendimento básico de saúde à população da comunidade de Marcílio Dias.

A equipe inicial do projeto é formada por um médico generalista e um auxiliar de enfermagem, que oferecerão consultas de saúde aos moradores da comunidade. Os casos que necessitarem de atendimento mais especializado ou de exames complementares serão encaminhados para a unidade de saúde de referência.

Com a abertura do Centro Integrado, que está prevista para Junho, a equipe será então ampliada e contará com mais um médico, um psicólogo, um enfermeiro, um assistente social, 2 técnicos em enfermagem, 1 auxiliar administrativo e 5 agentes comunitários de saúde. No Centro, serão oferecidos também serviços de curativos, nebulização, vacinação, além de atendimento social e psicológico. Medicamentos básicos – tais como analgésicos, antitérmicos, antibióticos, anti-hipertensivos entre outros– também serão fornecidos no Centro, sob orientação e supervisão da equipe de saúde.

“Há 11 meses, MSF deu início ao levantamento das necessidades na área de Marcílio Dias. Depois de fazer um levantamento epidemiológico e psicossocial, verificamos a necessidade de iniciar um projeto não só médico, mas também com este componente psicossocial”, explica Marta Martinez, coordenadora do projeto. “Neste momento, em que já temos o acordo com a Prefeitura e, sabendo das necessidades da comunidade, sentimos a urgência de iniciar o trabalho e tentar aliviar, em certa medida, os problemas que temos ali”, conclui.